Poneis vai presidir CEI da Habitação

A comissão investigará as possíveis irregularidades no processo de cadastramento habitacional, sorteio e ocupação do Residencial das Árvores

A Câmara de Nova Odessa instalou no final de fevereiro a CEI (Comissão Especial de Inquérito) que investigará as possíveis irregularidades no processo de cadastramento habitacional, sorteio e ocupação dos 720 apartamentos do Residencial das Árvores.

A comissão se reuniu nesta segunda-feira, dia 26, definindo que o presidente será o vereador Avelino Xavier Alves, o Poneis (PSDB), o vereador Edson Barros de Souza, O Nenê Gás (PSDB) será relator e a vereadora Carol Moura (Podemos), será membro. Os trabalhos deverão ter continuidade na próxima segunda-feira, dia 2 de abril, às 15 horas.

A escolha dos membros da CEI deu-se por sorteio na 4ª Sessão Ordinária, no dia 26 de fevereiro, como previsto no Regimento Interno, respeitando as três bancadas, para que houvesse ao menos um membro de cada. Na ocasião, Tiago Lobo ocupava uma cadeira na Câmara e foi um dos sorteados, com o seu licenciamento, seu suplente assumiu os trabalhos. A presidente da Câmara, Carla Lucena (PSDB) publicou o ato na Secretaria da Casa com prazo de funcionamento da Comissão de 90 dias, contando a data de sua publicação no Diário Oficial.

O pedido de instauração da CEI foi feito através do requerimento protocolado em agosto de 2017 pelos vereadores Poneis, Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho do Klavin (MDB) e o então vereador Elvis Garcia, o Pelé, atual secretário de Desenvolvimento Econômico e Social.

1ª Reunião
Nesta primeira reunião, realizada no final da tarde desta segunda-feira, ficou deliberado pela juntada dos requerimentos e das respostas existentes na Secretaria da Câmara. Também será requerida cópia das nove denúncias mencionadas no Ofício CAM n. 518/2017. A comissão vai pedir também a lista dos suplentes convocados e solicitar da Caixa Econômica Federal a relação dos imóveis desocupados, retomados e abandonados, bem como a lista dos inadimplentes.

Também ficou definido que serão ouvidos o atual Diretor de Habitação, Sr. Adriano Lucas Alves e dos ex-diretores Angelo Roberto Réstio e Tiago Lobo, além das servidoras Zilda Mantovani e Luana Priscila, os três síndicos dos Condomínios e das pessoas envolvidas nas nove denúncias constantes no Requerimento n. 358/2017.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE