Polícia ‘detona’ laboratório clandestino de anabolizantes

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) fecharam, nesta sexta-feira, um laboratório clandestino de anabolizantes em Americana. O imóvel que fabricava o material ficava no Jardim Boer.

A descoberta começou com uma denúncia anônima de venda ilegal de medicamentos averiguada pela Guarda Municipal. Ao chegarem no local, os guardas confirmaram a denúncia e uma mulher de 30 anos foi abordada. Além de anabolizantes, os agentes também encontraram abortivos. Todo o material foi apresentado na DIG.

Na apresentação do caso, a polícia civil conseguiu identificar onde ficava o imóvel que funcionava o ‘laboratório’. No local, pertencente a um rapaz de 26 anos, a polícia se deparou com a produção do material ilegal. Havia aproximadamente 15 mil unidades de medicamentos falsificados, como comprimidos e ampolas injetáveis.

Além do medicamento, a polícia também encontrou mudas de Canabis Sativa, usada na fabricação da droga conhecida como “skank” ou “supermaconha”. A polícia apreender inúmeros materiais como chips, celulares, seringas, agulhas, termômetros, entre outros.

O rapaz dono do imóvel afirmou que está ‘na atividade há 4 anos e que faturava cerca de R$30 mil por mês. Ele foi detido e autuado. Outras pessoas que também participavam do esquema também já foram identificadas.

 

Com informações Policial Padrão

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE