Poles demite 70 e paralisa produção

A Indústria Têxtil Poles Tinturaria e Estamparia anunciou ontem a dispensa de seus 70 funcionários e o encerramento momentâneo das atividades.  O anúncio foi feito aos trabalhadores e ao Sindicato dos Têxteis de Americana, em assembleia ocorrida na sede da indústria, localizada na avenida Bandeirantes. Foram mantidos pela empresa apenas àqueles que gozam de estabilidade de aposentadoria, conforme determina o Acordo Coletivo da categoria e os que estão em auxílio-doença, por força da lei.
Na assembleia ficou definido que as rescisões do contrato de trabalho serão feitas dia 1º de setembro, com o Sindicato ressalvando no ato da homologação que os direitos trabalhistas não foram pagos pela empresa. 
Embora a empresa tenha informado que pretende restabelecer suas atividades num prazo aproximado de 60 dias, pois está capitando recursos para quitar os débitos com fornecedores e aí, recontratar os empregados dispensados, o Sindicato orientou que deem entrada nas ações trabalhistas.
A Poles deve aos funcionários parte do salário de julho e o de agosto, que está terminando. Há mais de 15 dias os trabalhadores estão em férias remuneradas, pois a indústria está sem matéria-prima e gás para a produção. Alegou que manter os funcionários em casa, sem produzir aumentaria as dificuldades financeiras, gerando um custo diário de R$ 10 mil. Neste cenário avaliaram que as demissões e posterior recontratação, havendo o ingresso de capital, seria mais viável.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE