Playgrounds deverão ter adaptações especiais em Sumaré

Os playgrounds instalados em Sumaré deverão contar com brinquedos adaptados a crianças com deficiência, necessidades especiais e Transtorno do Espectro Autista (TEA). A obrigação consta no Projeto de Lei nº 42/2021, apresentado pelo vereador Rudinei Lobo (PL) e aprovado por unanimidade na sessão de terça-feira (20). Com a aprovação, o PL segue para sanção do prefeito Luiz Dalben.

O projeto determina que a adaptação deve ser feita em playgrounds instalados em jardins, parques, clubes, áreas de lazer e abertas ao público em geral, ainda que localizados em propriedade privada de uso público. Os brinquedos deverão atender aos padrões da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

As praças, parques e demais locais afetados pela lei deverão contar com rampas de acesso e deverão ser cercadas. Também deverá haver uma placa indicativa com a seguinte informação: “Dispõe de brinquedos para crianças com deficiência ou com mobilidade reduzida”.

“O que me inspirou a elaborar este projeto foi o desabafo dos pais de uma criança de 1 ano e 11 meses que não podem levar a filha em praças e parques públicos, porque não existem brinquedos adaptados e com segurança onda ela possa brincar e interagir com outras crianças”, explica Rudinei.

Na instalação dos equipamentos em áreas públicas, a Prefeitura deverá priorizar as praças e parques que possibilitem o acesso e o atendimento do maior número de crianças com deficiência. Conforme o PL, a disponibilização dos brinquedos adaptados será feita de forma gradativa, de acordo com a disponibilidade do Poder Executivo.

Ordem do dia

Além do PL nº 42/2021, foi aprovado durante a sessão desta terça-feira o PL nº 109/2021, proposto pelos vereadores Silvio Coltro e Hélio Silva, que altera e acrescenta dispositivos na Lei Municipal nº 5.942/2017, que dispõe sobre o alinhamento e a retirada de fios em desuso e desordenada existentes em postes de energia elétrica.

Das outras proposituras constantes na Ordem do Dia, duas saíram de pauta por apresentação de emenda: o PL nº 81/2021, de autoria do vereador Hélio Silva (Cidadania), que regulamenta a divulgação de relatórios mensais sobre qualidade da água em Sumaré; e o PL nº 72/2021, de autoria do vereador Rai do Paraíso (Republicanos), que dispõe sobre a instalação de câmera de monitoramento e segurança nas escolas e creches do município.

Já o PL nº 108/2021, de autoria do vereador Silvio Coltro (PL), que institui o Dia do Profissional de Contabilidade no Calendário Oficial de Sumaré, foi retirado pelo próprio autor. Proposto pelo vereador Ney do Gás (Cidadania), o PL nº 82/2021, que propõe a criação do Dia Municipal do Insanos Moto Clube do Brasil no Calendário Oficial de Eventos de Sumaré, também não foi à votação, por pedido de vista de seu autor.

Votado em regime de urgência, o PL nº 135/2021, de autoria do prefeito Luiz Dalben, isenta de ISSQN, taxa de licença e taxa de publicidade as empresas de transporte escolar municipal durante o período de pandemia de covid-19. A proposta foi aprovada, tendo recebido 20 votos favoráveis.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE