Plantio de árvores recupera APP do São Manoel

A área que faz limite entre os bairros Jardim São Manoel, Jardim das Palmeiras e Parque Residencial Klavin está recebendo 2 mil novas mudas de árvores. O plantio já teve início e deve se estender até a próxima semana. “Trata-se de uma importante APP (Área de Preservação Permanente) que sofreu degradação devido a ocupações irregulares, pastagem e despejos incorretos. Com a plantação, vamos recuperar o remanescente e recompor o ambiente local”, informou a diretora de Meio Ambiente, Fernanda Dagrela.

O novo plantio é uma compensação ambiental referente a supressão de aproximadamente 100 árvores feita por um empreendimento. “A compensação é sempre maior devido ao impacto ao meio causado pelo corte das árvores adultas. Em contrapartida, neste caso, o responsável teve que plantar as 2 mil mudas e fazer o cuidado periódico por dois anos. Quando entregar para a municipalidade, as mudas já serão autossuficientes”, explicou a diretora.

10 MIL. Nova Odessa vai receber mais 10 mil árvores este ano. Esta é a meta que o prefeito Benjamim Bill Vieira de Souza passou para a Secretaria de Meio Ambiente para melhorar a qualidade de vida da população. “?? um objetivo arrojado, mas sabemos que é necessário para a manutenção da qualidade de vida da cidade, que é reconhecida como o Paraíso do Verde”, destacou o secretário de Meio Ambiente, Edson Barros. Contando com o plantio das 2 mil mudas desta semana, a cidade já recebeu 4.500 novas espécies até agora.

“Temos ainda um longo caminho a percorrer, mas nosso projeto está dentro do cronograma”, avisou Barros. Para bater a meta, a Secretaria conta também com o apoio do GAA (Grupo dos Amigos das Árvores), formado pelas empresas Profil Indústria e Comércio de Fios, Ortofil/Ortobom Indústria e Comércio e Serviços, KSPG Automotive do Brasil e Daune Travesseiros de Penas Ltda, com assessoria técnica de Harri Lorenzi, do Instituto Plantarum, e de Carlos Pitoli, da Natuflora, responsáveis pela orientação de escolha de mudas e procedimentos.

Fernanda destacou, ainda, que plantar árvores é mais do que somente arborizar a cidade. “As árvores ajudam na recarga do lençol freático já que o solo sem cobertura não absorve as águas da chuva, evitam erosões, ajudam no controle da temperatura e umidade, diminuem a poluição do ar filtrando o gás carbônico e produzindo oxigênio, recuperam a fauna local e com tudo isso impactam na melhoria da qualidade de vida com a recuperação”.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE