Plantarum vira Oscip e fecha parceria

Depois do Instituto de Educação e Meio Ambiente (IEMA), agora o Ministério da Justiça (MJ) reconheceu outra entidade novaodessense como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) ??? o Jardim Botânico Plantarum. Sua qualificação foi publicada no Diário Oficial da União dia 6 de julho e o certificado chegou pelos Correios na última quarta-feira (29).
Todo orgulhoso, seu fundador, o engenheiro agrônomo e botânico, Harri Lorenzi, convidou a presidente do IEMA, Ana Lúcia Maestrello de Micheli, para contar a boa nova e propor uma parceria entre as organizações, visando à promoção da Educação Socioambiental aos mais de 56 mil habitantes de Nova Odessa (SP). O encontro aconteceu na tarde de ontem (30), no Jardim Botânico Plantarum, e ainda contou com a participação da relações públicas, Vanessa Brochine, e da administradora da nova Oscip, Sheila Brianez Garcia.”A parceria entre o Plantarum e o IEMA é motivo de honra para nós. Nossa expectativa é fortalecer o turismo ecológico local conjugado a ações educativas ambientais dentro do próprio jardim botânico, chancelando Nova Odessa como o verdadeiro ‘Paraíso do Verde’ [como a cidade é conhecida popularmente], a fim de atendermos o interesse da nossa população, que talvez nem saiba que há plantas consideradas extintas pela Ciência, mas encontradas aqui”, afirma a presidente da primeira Oscip novaodessense.Essa titulação é destinada à sociedade civil com fins não econômicos (associação) que atenda aos requisitos da Lei nº 9.790/99. Entre eles, o de ter como vocação a promoção da assistência social, cultura, educação, saúde, segurança alimentar e nutricional, meio ambiente, trabalho voluntário, combate à pobreza, ética, paz, cidadania, estudo ou pesquisas. Sua legislação permite a remuneração dos dirigentes e prioriza a Oscip como parceira das atividades desenvolvidas pelo Estado. O MJ é o órgão que avalia, reconhece e expede essa certificação.Entre os municípios da região que contam com Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, Sumaré lidera com 12 entidades qualificadas, depois vem Americana com oito, Hortolândia aparece com sete e Santa Bárbara d’Oeste possui uma.A 2ª Oscip de NOIdealizado a partir de 1990 por Lorenzi e fundado em 2007, o Jardim Botânico Plantarum ocupa uma área urbana de 10 hectares em Nova Odessa, reconhecida internacionalmente como centro de pesquisa e conservação da flora brasileira.Ao longo de 30 anos percorrendo ecossistemas sul-americanos em expedições científicas realizadas pelo Instituto Plantarum e parceiros, destinadas à conservação dos vegetais ameaçados de extinção, o engenheiro resolveu colocar no papel o conhecimento adquirido e publicou quase que a totalidade dos livros sobre identificação de plantas em estilo popular no Brasil, o que o motivou a apresentar ao público o acervo botânico vivo, fruto de sua pesquisa.O espaço, referência em paisagístico sustentável, é estruturado para o desenvolvimento de pesquisas científicas e para o cultivo sistemático das coleções botânicas em formação, colaborando ainda para o desenvolvimento de projetos destinados à conservação de espécies ameaçadas, intercâmbio de acervo vivo com outros jardins botânicos, publicação de artigos científicos, apoio técnico a entidades congêneres e Educação Ambiental. Atualmente, sua vegetação é constituída por mais de cinco mil espécies, predominantemente de plantas nativas do Brasil, além de um herbário com 20 mil exsicatas. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE