‘Pesca no Bosque’ tem nova edição

Mais 70 aposentados acima de 60 anos, cadastrados no Clube da Melhor Idade, puderam passar nesta terça-feira (18) momentos de lazer e diversão na lagoa do Bosque Manoel Jorge, no Jardim Santa Rosa. ?? mais uma edição do projeto “Pesca no Bosque”, que permite usufruir gratuitamente da pesca recreativa. A lagoa possui diversas espécies de peixes, como Tilápia, Lambari e Cascudo.

O Bosque Manoel Jorge é bastante utilizado para práticas esportivas como caminhada e corrida. São 647 mil metros quadrados de área verde, com caminho de 2,2 mil metros entre as árvores. Existem no local mais de 200 espécies de árvores nativas e exóticas. Há, ainda, uma academia ao ar livre, para a prática de exercícios físicos específicos.
A estreia do projeto gratuito ocorreu no dia 20 de abril e, desde então, a direção do Clube da Melhor Idade tem recebido os nomes dos interessados em participar dos eventos que ocorrem mensalmente. O agendamento é necessário tendo em vista a demanda de estrutura para supervisionar os idosos e a própria conservação do local.
O controle do acesso e a supervisão estão a cargo de funcionários do Clube, que disponibilizam bancos de madeira para uso dos pescadores, devendo requisitar o equipamento e devolvê-lo ao final do período de pesca. As iscas devem ser apropriadas (massas, rações e outras), não sendo permitido ao usuário alimentar os peixes com pães ou qualquer outro tipo de produto de matéria orgânica.
Diretora de Meio Ambiente, Parques e Jardins, Fernanda Dagrela explica que o projeto ajuda na preservação da lagoa do Bosque Manoel Jorge. “Tendo o controle e a supervisão, a pesca colabora pra renovação dos peixes e a conservação da biodiversidade do local”, detalha. “?? mais uma atividade de lazer pra Melhor Idade. Uns 500 idosos já participaram”, acrescenta o coordenador do Clube, Rogério Mion.
A aposentada Maria Marlene Lisboa, 71, mora nas proximidades do Bosque e já esteve em duas edições. “Esse projeto é ótimo, gosto bastante. Passa a hora, converso com o pessoal”, descreve. “Quando eu era criança pescava muito, mas depois fiquei um tempão sem. Agora retomei o gosto pela pesca”, ressalta. Marlene também frequenta as aulas de hidroginástica no Clube da Melhor Idade. “São atividades boas, que ocupam nosso tempo com coisas positivas”, finaliza.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE