Peressim completa 24 anos à frente dos Têxteis

Este sábado (5 de abril), o sindicalista Cláudio Peressim comemora 24 anos na presidência do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de Santa Bárbara d???Oeste com uma trajetória marcada pelo compromisso com a categoria e luta em defesa dos postos de trabalho do setor.
Nessas mais de duas décadas de gestão, somadas a mais três anos como suplente de diretoria, Peressim se orgulha da atuação dentro do movimento sindical. Para ele, a consolidação do Sindicato como representante dos trabalhadores é sua principal conquista. ???Apesar da imensa dificuldade enfrentada pelo setor, nunca deixamos de exigir que as empresas cumpram seus deveres com os funcionários. Além disso, somos peça importante na luta contra as demissões na indústria têxtil???, destaca. Em Santa Bárbara d???Oeste, o Sindicato representa cerca de seis mil trabalhadores de 175 empresas têxteis.Desde a década de 90, o sindicalista participa de inúmeras manifestações na busca de soluções para a crise no setor, que vem sendo castigado pela concorrência desleal com os produtos chineses. Entre elas, destacam-se as paralisações da Rodovia Anhanguera, em Americana, nos anos de 1995 e 2006 e a participação na implantação da Frente Parlamentar da Indústria Têxtil e de Confecção do Estado de São Paulo, em 2007. De lá para cá, Peressim nunca deixou de cobrar ações efetivas dos parlamentares e também esteve em vários encontros na Secretaria Estadual da Fazenda, para reivindicar a implantação de medidas econômicas que evitem as demissões no setor.Preocupado com o fechamento dos postos de trabalho que assola nossa região, em 2013 o sindicalista participou do Dia Nacional de Lutas, em julho, do ato nacional contra o projeto que amplia a terceirização, em agosto, e da manifestação contra a importação de produtos chineses, em outubro. Tudo para chamar a atenção do governo para a situação dos têxteis.Sempre otimista e incansável, Peressim tem bem definido o que deseja para o futuro: continuar com seu trabalho à frente do Sindicato e avançar nos direitos trabalhistas que possibilitem mais qualidade de vida para a categoria e consequente contribuição ao desenvolvimento da cidade. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE