Perda do emprego é preocupação de 6 em cada 10 brasileiros

Aproximadamente seis entre cada 10 adultos no Brasil se preocupam com a perda de seu emprego no futuro. A pesquisa “Workers’ Concerns about Job Loss and Access to New Skills in 27 Countries”, realizada pela Ipsos para o Fórum Econômico Mundial, perguntou a entrevistados de 27 países o quão preocupados estavam em perder o emprego nos próximos 12 meses. O levantamento mostrou que o índice de preocupação brasileiro é de 63%, sendo que 32% dos respondentes locais estão “muito preocupados” e 31% estão “um pouco preocupados”. Se olharmos somente os que declararam estar “muitos preocupados”, o Brasil está entre os 3 primeiros países do ranking.

Considerando a média global de todas as nações avaliadas, o percentual de preocupação está em 54%, nove pontos abaixo do resultado do Brasil. Os países cujas populações mais temem perder o emprego são Rússia (75%), Espanha (73%), Malásia (71%), México (68%) e Peru (68%). Por outro lado, na Alemanha (26%), Suécia (30%), Holanda (36%), Estados Unidos (36%) e Bélgica (37%), as pessoas se preocupam menos.

As profissões do futuro

Apesar do receio da perda do emprego, a grande maioria dos entrevistados brasileiros afirma que sua posição profissional atual permite o desenvolvimento de habilidades e competências para os trabalhos do futuro. Neste sentido, 79% dos respondentes no Brasil dizem aprender com as funções que desempenham em seu emprego hoje. Eles se mostram mais otimistas que a média global; somente 67% dos respondentes globais confiam na sua habilidade de apreender e desenvolver as competências necessárias para o emprego do futuro.

A Espanha (86%), o Peru (84%), o México (83%), a Arábia Saudita (80%) e a Índia (80%) foram as nações com os índices mais altos na pesquisa. Ao fim do ranking, estão Japão (45%), Suécia (46%), Rússia (48%), Polônia (53%) e China (53%). A pesquisa on-line foi realizada com 12.430 pessoas – sendo 685 brasileiros – de 16 a 74 anos, entre os dias 25 de setembro e 09 de outubro de 2020. A margem de erro para o Brasil é de +/- 3,75 pontos percentuais.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE