Pele oleosa x protetor solar: cuidado nas altas temperaturas

As temperaturas elevadas e os dias mais abafados e quentes fazem com que se transpire mais e ocorra um aumento na produção das glândulas sebáceas. E quem tem pele oleosa a sensação é ainda mais desconfortável, aumentando o brilho e o aspecto de maior oleosidade na pele.

Diante disso, as pessoas têm dificuldade em escolher um protetor solar, já que este produto, muitas vezes, tem uma textura mais densa e cremosa, fazendo com que a pele pareça ainda mais oleosa. Porém, este item não deve ser excluído da rotina de cuidados diários. O caminho é acertar na escolha e optar por um produto específico para este tipo de pele.

A médica Manoela Fassina, dermatologista da Clínica Leger explica como escolher um protetor solar para pele oleosa nestes dias de temperaturas elevadas. “A escolha do protetor solar é muito individual , porém, o mais importante é considerar seu tempo de proteção e o controle da oleosidade, assim como a textura mais adequada. O ideal é evitar itens com muito óleo na fórmula e optar por um produto de rápida absorção”, avalia.

A dermatologista também destaca as diferenças entre os protetores físicos e químicos. “Os físicos costumam ter uma textura não muito agradável, pois são mais encorpados, como se fossem uma película que reflete o raio solar no momento da exposição. Apesar do mercado já ter evoluído bastante, ele ainda é o mais indicado, por exemplo, para gestantes e para quem tem a pele sensível, como as crianças. Já o protetor solar químico é diferente, pois as moléculas absorvem os raios fazendo com que o efeito da exposição seja minimizado, além disso, ele é indicado para todos os tipos de pele e costuma ser o mais procurado no mercado de dermocosméticos”.

Geralmente quem sofre com oleosidade sente principalmente os efeitos no rosto mas, o corpo, também merece cuidado, sobretudo para quem transpira em excesso. Para estes casos, a dermatologista Manoela Fassina indica os protetores solares em spray ou as brumas, que estão super em alta.

“Estes produtos costumam ser muito práticos, não só no dia a dia mas principalmente para o uso em piscina pela sua facilidade na aplicação. Mas é importante lembrar, que para ter o efeito de proteção, o produto precisa ser aplicado de forma homogênea, com as mãos. Outra vantagem é que também são indicados para peles sensíveis mas devem ser mantidos sempre, no fator 50 ou 60. Afinal, o cuidado com a pele deve ser sempre redobrado”, finaliza.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE