Pedágio vai subir de novo

Por determinação do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), a concessionária CCR AutoBAn reajusta a partir de hoje o pedágio no sistema Anhanguera-Bandeirantes em 6,37%, percentual acima do que foi determinado pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), reguladora do serviço, que estipulou índice de 5,38%. Na RMC (Região Metropolitana de Campinas), apenas a praça de Valinhos, na Rodovia Anhanguera (SP-330), será afetada com o novo reajuste.
De acordo com nota da AutoBAn, o valor do pedágio aumentará em R$ 0,10 nas praças da Anhanguera e da Bandeirantes, com exceção das praças de Nova Odessa, na Anhanguera, e de Sumaré, na Bandeirantes. Atualmente, nestes dois locais, é pago R$ 6,80. Em Valinhos, o valor vai passar de R$ 7,60 para R$ 7,70.
???O reajuste foi feito com base na inflação medida pela variação do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), em 6,3748%, sobre a base das tarifas que vigorou até 30/06/2014. A Artesp havia autorizado o reajuste da tarifa em 5,38%, a partir de 1º de julho de 2014, portanto, abaixo da variação contratual???, disse a empresa em nota oficial.
Para o urbanista da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Flávio de Castro, especializado em trânsito, o maior problema do reajuste do pedágio é a falta de transparência nos valores divulgados e como se chegam a estes índices.
???Ninguém sabe como são feitas as contas para estabelecer a cobrança. Nessa política, quem sofre é o motorista por trafegar em estradas caríssimas. Todo ano é a mesma situação e os valores nas estradas do Estado de São Paulo são absurdos???, disse.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE