Pedal Amarelo chama atenção para debate sobre suicídio

As psicólogas Charlene Fáveri e Pâmela Peterlevitz são as organizadoras da primeira edição do Pedal Amarelo – Pedalando pela Vida, passeio ciclístico que acontece neste domingo, 26/09, em Nova Odessa. O objetivo do evento é reforçar a importância do debate sobre o suicídio e as questões referentes à saúde mental.
O evento conta com apoio do Bike Shop Alvorada e da Câmara de Nova Odessa.
Charlene, que participou da sessão da Câmara na última segunda-feira, explicou que o mês de setembro é destinado à prevenção ao suicídio. “É um tema relevante, que muitas pessoas ainda pensam que não deve ser abordado porque falar disso pode incentivar. É exatamente ao contrário. A maioria das mortes por suicídio é evitável e conhecer mais sobre o assunto é essencial para a adoção de medidas que possam ajudar quem está passando por esse problema”, explicou.
“A pessoa que pensa em morrer não quer acabar com a vida, mas sim com a dor psicológica. E essa pessoa já não vê alternativa para se livrar dessa dor a não ser a autodestruição”, completou.
Segundo a psicóloga, que também é guarda municipal em Nova Odessa, dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) apontam que, a cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio no mundo.
As organizadoras do evento destacam que o esporte é um importante fator de proteção da saúde mental e que campanhas para discutir o tema podem contribuir para a prevenção do suicídio. Por isso organizaram o Pedal Amarelo, que busca unir os apaixonados pelo ciclismo numa manifestação social e ajudar nesse trabalho de conscientização sobre a importância dos cuidados com a saúde física e mental.
O evento começa às 7h com saída do Bike Shop Alvorada, na Rua Tamboril. O percurso é de 5 quilômetros, passando pela Avenida Rodolfo Kivitz, Avenida Ampélio Gazzetta e Avenida Brasil até chegar à Praça Central José Gazzetta, onde será realizado um plantão de atendimento psicológico e sessões de Barras de Access.
A sessão de Barras de Access será aplicada pela facilitadora Micheli Coura Mendonça. As sessões são gratuitas e individuais para pessoas que estão enfrentando os traumas, dor e sofrimento que já existiam e que o COVID-19 intensificou.

O QUE SÃO AS BARRAS DE ACCESS?

As Barras de Access são 32 pontos na cabeça (similares a pontos meridianos) que, quando ativados, estimulam uma mudança positiva no cérebro e desfragmentam os componentes eletromagnéticos causados pelo estresse, pensamentos e emoções.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE