Pazuello diz que não sai. Ludhmilla, que não aceita

Em meio à pressão para a sua substituição, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse neste domingo (14), por meio de sua assessoria de imprensa, que segue à frente da pasta e que o presidente da República, Jair Bolsonaro, não pediu que entregue o cargo.

O ministro também negou que esteja doente.

LUDHMILA HAJJAR NÃO ACEITA- Ludhmila Hajjar não aceitará o convite de Jair Bolsonaro para ser ministra. Ela é cotada para assumir a vaga de Pazuello – que está de saída – no Ministério da Saúde. A informação é de Lauro Jardim, no Globo, e Mônica Bergamo, na Folha.

Segundo a colunista, a conversa entre Bolsonaro e Ludhmila acabou de forma inconclusiva e não houve consenso sobre como o Ministério da Saúde deve gerir as políticas de combate à pandemia. A cardiologista já comunicou os políticos que a apoiam sobre a decisão.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE