‘Patrulha Maria da Penha’ atende 238 vítimas em um ano

Como parte da programação da campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher”, realizada pela Secretaria de Ação Social e Desenvolvimento Humano, a equipe especializada da Patrulha Maria da Penha, da Gama (Guarda Municipal de Americana), promoveu nesta sexta-feira (22), uma palestra no Cras (Centro de Referencia de Assistência Social) do bairro São Manoel. A roda de conversa contou também com a presença do secretário de Ação Social, Aílton Gonçalves Dias Filho, de munícipes e servidores da secretaria municipal e do Cras.De acordo com a integrante da equipe, Luciana Marques, o programa começou na guarda de Americana em setembro de 2018 e já foram atendidas 238 mulheres que sofreram algum tipo de violência. “Hoje pudemos confirmar a importância da informação, pois muitas sabiam que a denúncia deve ser feita, mas não conheciam o projeto completo. Mostramos que é possível sair da situação de violência, voltar a viver de forma segura, com estabilidade social. Nosso objetivo é explicar a lei e deixar o sentimento de acolhimento”, disse a patrulheira.As providências adotadas pelos guardas municipais são o acompanhamento periódico às mulheres que já tiveram suas medidas protetivas concedidas pela justiça; verificar o cumprimento das medidas protetivas; comunicar casos de desobediência ao Ministério Público; instruir sobre os direitos assegurados pela lei Maria da Penha; acompanhar as mulheres no registro do boletim de ocorrência e conduzir os agressores até a Delegacia da Mulher ou até a Central de Polícia Judiciária.”Desses 238 casos registrados, muitas tiveram suas medidas protetivas revogadas por motivos diversos ou desistiram de continuar com o atendimento, portanto, atualmente auxiliamos apenas 21 mulheres”, informou a guarda, Luciana Marques.Em caso de descumprimento da medida protetiva, acionar a Gama e registrar novo B.O. de descumprimento da Medida Protetiva (importante ter em mãos e informar o número do processo que concedeu a protetiva e o número de B.O.)Confira a relação de pontos da Rede de Atenção às Mulheres em Situação de Violência:·         Guarda Municipal de Americana (Gama) ??? telefones 153 ou (19) 3461-8631.Avenida Bandeirantes, nº 2100, Colina.·         Delegacia de Defesa da Mulher – telefone (19) 3462-1079.Aberto de segunda a sexta, das 9 às 18 horas, e fica na Rua Argentina, n° 242, Jardim Girassol.·         Central de Polícia Judiciária (CPJ) ??? telefone (19) 3405-3390.Rua Dr. Cândido Cruz, nº 146, Vila Rehder.·         Conselho Municipal de Direitos da Mulher (CMDM) ??? telefone (19) 3475-8700.Aberto de segunda a sexta, das 11 às 17 horas, e fica na Avenida Brasil, nº 1293, Jardim São Paulo.·         Conselho Tutelar ??? telefone (19) 3475-3400 ou (19) 3475-3415.Aberto de segunda a sexta e plantões aos finais de semana e feriados, das 8 às 17 horas, e fica na Rua Duque de Caxias, nº 253, Vila Santa Catarina.·         Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) ??? telefone (19) 3475-3400 ou 3475-3415.Rua Gonçalves Dias, nº597, Jardim Girassol.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE