Edit

Parceria traduz material para ajudar imigrante a receber auxílio

Imigrantes, refugiados e apátridas com residência em Campinas e outras categorias com direito a receber o auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal, recurso disponibilizado como forma de apoio econômico para pessoas em vulnerabilidade social durante o período da pandemia do novo coronavírus, têm até o dia 2 de julho para fazer a solicitação. Assim, a Prefeitura, por meio do Serviço de Referência ao Imigrante, Refugiado e Apátrida (SMASDH), da Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, em parceria com o Banco de Tradutores e Intérpretes do Instituto dos Estudos de Linguagem (IEL) da Unicamp, produziu material informativo alertando sobre o final do prazo e que também explica os procedimentos para solicitar o benefício.

Com a parceria com a universidade, além do Português, foi possível a tradução do texto para cinco idiomas (Inglês, Espanhol, Crioulo Haitiano, Francês e Árabe) que vai ajudar os imigrantes e refugiados, que ainda não têm o domínio completo da Língua Portuguesa. O material estará disponível nas redes socais do Serviço de Referência ao Imigrante, Refugiado e Apátrida (SMASDH) e da Secretaria de Cidadania, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos.

Refugiados em Campinas

Em Campinas, a Prefeitura trabalha com o dado de 17 mil imigrantes fixos na cidade. O dado é da última pesquisa feita entre os anos de 2000 a 2017, em colaboração com o Observatório das Migrações da Unicamp. Deste número, aproximadamente 2,5 mil residentes demandam políticas públicas de assistência da Prefeitura e todos já estão acolhidos pelos equipamentos da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos. Dos imigrantes que demandam auxílio da Prefeitura, há a divisão entre três grupos majoritários: latinos americanos (venezuelanos, haitianos, peruanos e cubanos); africanos (congoleses, ganeses, angolanos e guineenses); do oriente médio e Ásia (sírios, paquistaneses e palestinos). Essas pessoas já estão sendo acompanhadas pela Prefeitura e atendidas por programas sociais, aprendendo o idioma português e encaminhados ao mercado de trabalho.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE