Palmeiras também abandona Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro- sem partido- perdeu mais um importante apoio que tinha, este no meio do futebol. O Palmeiras, seu time do coração, se voltou contra ele e não vai adotar o modelo de ‘trabalho a qualquer custo’ preconizado pela trupe que comanda o país.
Bolsonaro defende a volta do futebol no país e afirmou que o governo federal está trabalhando em busca do retorno das atividades esportivas. Mas para o presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, é preciso ter muito cuidado antes de decidir quando e como será o retorno do time aos treinos na Academia de Futebol. Galiotte disse que todos no clube sentem ansiedade para o retorno das atividades após a pandemia, mas cobrou responsabilidade.
???A ansiedade está grande. Os jogadores me ligam pedindo para voltarem a treinar. Mas não podemos. O futebol faz parte do nosso dia a dia. Todos nós sentimos falta do Palmeiras, do nosso torcedor. Mas estamos tratando da saúde das pessoas. Quem faz o futebol são as pessoas. Temos que ter cuidado com todos. O futebol não pode voltar por pressão???, disse Galiotte, em entrevista ao Fox Sports.
RAÍ TAMB??M BATEU- O diretor-executivo de futebol do São Paulo, o ex-jogador Raí, também criticou a postura de Jair Bolsonaro. “Ele está no limite, muitas vezes, da irresponsabilidade, quando ele vai contra todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde”, disse o ex-atleta.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE