Edit

Palmeiras perde pro líder e reclama da arbitragem

O Palmeiras foi a Belo Horizonte e acabou derrotado pelo líder Atlético MG na noite deste sábado. Às vésperas da decisão na Libertadores com o São Paulo, o Verdão levou 2 a 0 do Galo, que abriu 4 pontos na ponta do campeonato. Os palmeirenses reclamaram muito de uma expulsão no primeiro tempo que prejudicou a equipe no andamento da partida.

O jogo decisivo contra o Tricolor acontece na próxima terça-feira no Allianz Parque. O jogo no Morumbi ficou no 1 a 1 e um empate sem gols já garanta a vaga para o alviverde. O Palmeiras nunca eliminou o São Paulo na competição continental.

O início da partida foi muito estudado e as equipes ainda estavam entrando no ritmo, assim o Atlético ficava mais com a posse e o Palmeiras deixava a bola ficar com os mandantes e subia a marcação caso os zagueiros atleticanos ficassem trocando passes sem objetividade. O ataque leve escalado por Abel Ferreira permitia que os atacantes ficassem a vontade para pressionar quando fosse necessário.

Com o andamento do jogo, o Atlético passou a tomar as rédeas do confronto e levou mais perigo ao gol de Weverton, mesmo que não exigisse nenhuma grande defesa do goleiro alviverde. O Palmeiras apostava muito na troca de passes rápidos e buscou usar a velocidade dos pontas para incomodar a zaga do Galo, principalmente quando Wesley ou Gustavo Scarpa tinham a bola pela esquerda do ataque.

O Atlético-MG já era melhor na partida e apostava muito na ofensividade de Arana pelo lado esquerdo para criar as chances de gol. Gabriel Menino teve muito trabalho para cobrir o camisa 13 atleticano, que conseguia muitas vezes entrar na área para achar um companheiro livre, porém a defesa palmeirense conseguia afastar o perigo na maioria das vezes

O único meio que o Palmeiras encontrou para incomodar a defesa adversária foi com cruzamentos de Scarpa visando Willian, mas o atacante sofreu para ganhar as bolas aéreas de Nathan Silva e Junior Alonso. O Galo era melhor no jogo e tudo só ficou mais favorável quando Patrick de Paula recebeu o segundo cartão amarelo e terminou expulso aos 35 minutos do primeiro tempo, junto com o técnico Abel Ferreira, que também recebeu o vermelho por reclamação.

Com um homem a menos, Scarpa ajudou a compor o meio campo e assim o ataque do Palmeiras se tornou inoperante, focando apenas em se defender e não sofrer o gol. Entretanto, após muitas tentativas, Guilherme Arana acertou um cruzamento e achou Savarino livre para completar para o gol e abrir o placar no Mineirão no último lance do primeiro tempo.

No intervalo, o Palmeiras promoveu quatro alterações e alterou totalmente o estilo de jogo, colocando em prática um esquema com três zagueiros e Rony como o homem mais avançado do ataque. Apesar das mudanças, o Atlético continuou mandando no jogo e passou a encurralar o Verdão no campo de defesa, com Hulk sendo o articulador da jogadas e não permitindo que os visitantes sequer tivessem a posse da bola.

Até os 15 minutos da etapa final, o jogo estava em ritmo de treino para o Atlético, trocando passes na intermediária ofensiva e buscando algum espaço para infiltrar na defesa desfalcada do Palmeiras.

Atlético liquida o jogo no Mineirão

Imprimindo o ritmo do jogo, o Atlético rodava a bola pelo campo de ataque com tranquilidade e conseguia sempre achar algum atleta livre por conta do homem a mais. Jogada mais forte do Galo na primeira etapa, Arana foi para o ataque como um ponta e em cruzamento rasteiro, encontrou Savarino para finalizar e ampliar o marcador para os mandantes, praticamente definindo o jogo, devido a forma que o jogo se desenhava até o apito final.

O restante da partida seguiu a mesma tônica, com o Atlético mantendo a posse de bola, chegando a ficar com 72% e o Palmeiras acuado sabendo que tinha desvantagem numérica. Dessa forma o Galo garantiu os três pontos e ampliou a vantagem para o Palmeiras na liderança para cinco pontos.

No próximo jogo, o Atlético-MG recebe o River Plate pelo jogo de volta das quartas de final da Libertadores, no dia 18/08, às 21h30. Já o Palmeiras recebe o São Paulo, também pela Libertadores, em sua arena, no dia 17, às 21h30.

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE