Padre e Gualter mostrando serviço

O vereador Professor Padre Sérgio (PT) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um projeto de lei em que propõe a criação do projeto ???Plantando o Futuro??? na rede pública de ensino.
De acordo com a proposta, para cada aluno matriculado no primeiro ano do Ensino Fundamental da rede pública municipal de Americana, será plantada uma muda de espécie arbórea ornamental ou frutífera, em local apropriado.
O objetivo do projeto, segundo o autor, é criar mecanismos de fomento à educação e preservação ambiental no município. ???A medida busca chamar a atenção para problemas relacionados à natureza, para um despertar da consciência ecológica. A preocupação primordial ao apresentarmos este projeto de lei é a de contribuirmos com a Política Nacional de Meio Ambiente, tema que há muito tempo deixou de ser pauta exclusiva de setores específicos da sociedade civil e de ativistas relacionados com a causa???, expõe.

O vereador Gualter Amado (Republicanos) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana um requerimento em que solicita informações do Poder Executivo sobre o atendimento de pessoas com deficiência auditiva em Americana.
O parlamentar explica que foi procurado por representantes da Asiar (Associação de Surdos e Intérpretes de Americana e Região) e por diversas pessoas da comunidade surda do município que questionam a falta de serviços voltados a elas.
No documento, Gualter lembra que a Lei n° 3.071/1996, prevê a implantação de Serviço de Atendimento ao Deficiente Auditivo pelo Lions Clube de Americana Norte e  Lei n° 5043/2010 promoveu convênio entre a prefeitura e o Lions com o objetivo de realização de exames e diagnósticos de audição através do projeto do Centro de Inclusão ???Mãos que Acolhem???, em trabalho preventivo e corretivo junto aos alunos da rede municipal de ensino. “Contudo, segundo a comunidade surda, estes trabalhos estão sendo realizados de forma acolhedora aos surdos”, aponta.
???Minha preocupação é que a comunidade surda de Americana desconhece os serviços de atendimentos voltados a eles, e muitos ainda não sabem até mesmo que existe um Centro de Diagnóstico Auditivo. Sabemos que são realizados diversos eventos do Lions em prol desse centro e outros eventos particulares no local, mas os interessados não estão tendo retorno expressivo sobre os atendimentos???, acrescenta Gualter.
No requerimento, o vereador questiona o Executivo sobre a renovação da concessão de uso de bem imóvel ao Lions e se ainda existe convênio com o clube, tendo por objetivo a realização de exames e diagnósticos de audição ou outro serviço voltado aos deficientes auditivos.
Gualter pergunta também sobre o fluxo de trabalho do Centro de Diagnóstico da Deficiência Auditiva, sua demanda dos últimos três anos, quais serviços são realizados pelo Lions Clube voltados para pessoas com deficiência auditiva e ainda sobre a existência de projetos entre a prefeitura e o Lions ou outras entidades para ampliar esses serviços de forma mais acolhedora à comunidade surda.
O requerimento foi aprovado pelos vereadores em plenário, durante a sessão ordinária da última quinta-feira (4).

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE