Os desafios de Sardelli 2.0

Candidato a prefeito de Americana pela 4a vez, mas agora com um hiato de 12 anos entre uma disputa e outra, Chico Sardelli/PV. Depois de participar dos governos nos últimos 1o anos, Sardelli deve ter seu nome confirmado na convenção do partido até o dia 16.

FAVORITISMOS E QUEDAS– Na eleição de 2004, Sardelli saiu na frente e era franco favorito até às vésperas da eleição, mas foi atropelado pelo governo e pelas ‘lágrimas’ de Waldemar Tebaldi, que ajudaram a eleger o então prefeito e herdeiro do tebaldismo Erich Hetzl Jr. Já em 2008, o favoritismo era bem menor, o cenário diferente e dois candidatos novatos para assustar Sardelli e o petista Antonio Mentor, também candidato em 2004. Sardelli terminou em terceiro e viu Diego De Nadai ganhar no fotochart do petista Mentor.

DEPUTADO, DOENÇA E VIDA NOVA– Desde 2006, Sardelli seguiu a vida como deputado estadual, mas sempre ‘de olho’ na prefeitura. No começo da década passada, enfrentou uma doença que ajudou o mudar o modo de encarar a vida. Antes tido como explosivo para os mais próximo, passou a ser visto mais como calmo e articulador. Esse novo perfil é visto como um adjetivo na disputa agora de face nova.

EXPERIÊNCIA E CENÁRIO FRACIONADO– Com a tendência de enfrentar adversários todos novatos na disputa pela prefeitura, Sardelli tem como maiores desafios controlar a ansiedade da equipe- talvez razão principal das derrotas- mostrar que traz novidades- é o candidato com mais longo currículo na política- e organizar o time para entrar na disputa com um ‘exército forte e unido’.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE