Ortolan e ‘amigos de Temer’ deixam cadeia

Detidos há dois dias, os presos na Operação Skala foram soltos na noite deste sábado, por volta de 23h50, por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso. Dentre eles, estavam os amigos do presidente Michel Temer e o ex-secretário de Educação de Americana Milton Ortolan. 
O advogado José Yunes, amigo e ex-assessor do presidente Michel Temer, que foi detido durante a Operação Skala, deixa a carceragem da Polícia Federal na Lapa, em São Paulo, no final da noite de sábado, 31.  Foto: Alex Silva/Estadão
???Tendo as medidas de natureza cautelar alcançado sua finalidade, não subsiste fundamento legal para a manutenção???, escreveu o ministro relator na decisão. A Operação Skala apura supostas irregularidades na edição do Decreto dos Portos.
Entre empresários e ex-agentes públicos, foram presos o advogado José Yunes, amigo do presidente há mais de 50 anos e ex-assessor dele na Presidência, o coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo João Baptista Lima Filho, também coordenador de campanhas eleitorais de Temer, e o ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi, pai do líder do MDB na Câmara, deputado Baleia Rossi (SP).

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE