Organizada do Corinthians vai afastar vândalos do Itaquerão

A torcida organizada do Corinthians estão mobilizadas desde a semana passada e temem que as manifestações na zona leste parem ou passem na porta das obras onde está sendo construído o Itaquerão, estádio do clube paulista, que será sede da partida de abertura da Copa do Mundo  de 2014. Na última quinta-feira, um grupo de manifestantes ficou na porta do estádio e gritou palavras de ordens contra o dinheiro gasto na organização da Copa do Mundo de 2014. Foi um ato pacífico, que pegou a torcida corinthiana de surpresa.Já na sexta-feira, avisada por corintianos da zona leste, a Gaviões da Fiel decidiu ???proteger??? o Itaquerão de possíveis ações de vandalismo. ???Como começaram os atos de vandalismo, isso preocupou a torcida. Somos favoráveis às manifestações, mas não aceitamos que queiram depredar uma propriedade particular como é nosso estádio???, disse Alex da Matta, integrante da área de comunicação da Gaviões.Rapidamente, os uniformizados entraram em ação. Oficialmente, organizaram um churrasco na porta da futura arena. Na prática, montaram um cordão na porta da obra em Itaquera. Junto com outras torcidas (Camisa 12, Pavilhão Nove, Estopim da Fiel, Coringão Chopp e Fiel Macabra), eles saíram da sede social e seguiram de metrô até Itaquera. Cerca de dois mil torcedores se prepararam para qualquer confronto.Não foi preciso. Informantes munidos de rádios e telefones celulares participaram da manifestação que começou no Tatuapé e informavam quais as intenções dos líderes da passeata. Ficou claro que o Itaquerão não estava no roteiro. Ficou apenas o churrasco.Mesmo assim, neste domingo, a diretoria da Gaviões conversou com líderes de movimentos sociais da Zona Leste de São Paulo. Queria garantia de que a integridade da obra seria mantida. Mesmo com o compromisso de que futuros protestos nas ruas da região não vão passar pelo Itaquerão, os alvinegros continuam atentos.Um comunicado oficial emitido pela Gaviões no site e nas mídias sociais explica a posição da torcida. E, na Internet, um cartaz mostra bem a disposição de avisar que o Itaquerão é intocável.     Posicionamento sobre os protestos em nosso Estádio: Os Gaviões da Fiel desde os primeiros protestos se posicionou a favor dos verdadeiros movimentos que reivindicam mudanças absolutamente necessárias para o bem do nosso país. Não poderia ser de outra forma, esta é uma marca da nossa agremiação desde a sua fundação. Porém, desde a última semana circulavam alguns boatos e notas via internet que haveria protestos relacionados à construção do Estádio em Itaquera, logo, entramos em contato com vários movimentos e nenhum deles se posicionou como organizadores do ato. Sendo assim não apenas os Gaviões, como as outras organizadas do Sport Club Corinthians Paulista se mobilizaram para ir ao estádio com a preocupação de possíveis ações oportunistas. Neste domingo dia 23/06 alguns movimentos (dos quais preservaremos suas posições) entraram em contato conosco e passaram uma posição sobre possíveis manifestos na região da Zona Leste de São Paulo, dialogamos e chegamos num consenso a respeito da região do Estádio.  Isso não quer dizer que no futuro próximo algum grupo sem uma posição oficial, diferente de tais movimentos organizados, não possa agir por conta própria, ou até mesmo outros grupos oportunistas. Mas estaremos de olho. Mais uma vez deixamos bem claro que o Estádio em Itaquera é propriedade particular do Sport Club Corinthians Paulista, não entraremos em questões desnecessárias, pois sabemos que o clubismo de rivais fala mais alto do que o bom senso.  Os Gaviões jamais aceitaria que ações que prejudicassem a população do nosso país fossem necessárias para alcançar um patrimônio do qual a sua falta nunca influenciou em nossas conquistas e glórias. Temos a consciência que juntamente com a construtora o Corinthians pagará o valor do financiamento, já que no dia 4 de junho de 2013, o Conselho Deliberativo do Corinthians aprovou o Parque São Jorge como garantia financeira para o banco Caixa Econômica solicitar o empréstimo ao BNDS. A mesma instituição financeira realizou o levantamento e constatou que o terreno oferecido como garantia vale em torno de R$ 1,2 bi. A outra parte do valor da obra será pago através de certificados de Incentivo ao desenvolvimento emitido pela Prefeitura de São Paulo. A emissão de certificados de Incentivo ao desenvolvimento para a construção do estádio corresponde a uma lei municipal de incentivo ao desenvolvimento que é aplicada a qualquer investimento na Zona Leste da cidade de São Paulo, e não consiste em dinheiro que o governo irá pagar diretamente. Junto a isto, contará com patrocínios. Portanto não aceitaremos de forma alguma que o nosso futuro estádio possa ser alvo de possíveis atos sem preocupações éticas.  Com relação à Copa do Mundo e outros seguimentos, os Gaviões continuarão apoiando toda e qualquer forma de protestos que contribuam verdadeiramente para o bem do povo Brasileiro, e contribuirá para que a sujeira que toma conta do nosso país seja limpa e que o nosso futuro realmente espelhe a nossa grandeza. Gaviões da Fiel Torcida uma Família que Defende o Coringão.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE