Oposição quer revisão na lei de sepulturas

Os vereadores Paulo Monaro (SD), Antônio Carlos Ribeiro ??? Carlão Motorista (PDT), Gustavo Bagnoli (DEM), José Antonio Ferreira ??? Dr. José (PSDB) e Valdenor de Jesus Gonçalves Fonseca ??? Jesus Vendedor (DEM) protocolaram, ontem (7), o Projeto de Lei Complementar 23/2017. O referido projeto altera o artigo 61 da Lei Complementar Municipal 262/2017, que dispõe sobre o funcionamento dos cemitérios municipais e da concessão de uso de sepulturas e terrenos funerários. A alteração proposta limita os preços públicos das concessões de uso nos cemitérios municipais ao valor da média dos preços públicos praticados nos cemitérios dos municípios que compõem a Região do Polo Têxtil. O projeto prevê, ainda, a possibilidade de parcelamento desse valor em até 10 vezes.
Na justificativa do projeto, os parlamentares afirmam que os valores praticados em Santa Bárbara d???Oeste (R$ 12 mil parcelados em seis vezes ou R$ 10 mil à vista) são bastante superiores aos praticados nos municípios vizinhos, ???motivo pelo qual se apresenta o projeto para melhor se balizar o preço público???. Os parlamentares citam, por exemplo, o valor da taxa de concessão na cidade de Americana, no Cemitério da Saudade, que é de R$ 1.765,59. Em Sumaré, o valor total pela sepultura, segundo os parlamentares, é de R$ 2.206,90, sendo R$ 1.206,90 referentes ao serviço da Prefeitura e o restante da construtora que a família contratar. Eles citam, ainda, o valor cobrado em Nova Odessa, de R$ 1.498,77, com a possibilidade de parcelamento em 10 vezes, com início 15 dias depois do sepultamento.
???Para que não seja questionada a constitucionalidade, na propositura se respeita a competência do chefe do Executivo de regulamentar o dispositivo legal por decreto, desde que respeitado o valor máximo calculado a partir da média de preços cobrados pelos municípios que compõem a Região do Polo Têxtil???, afirmam os cinco parlamentares.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE