Operadoras retiram cabos soltos nos postes em Nova Odessa

Após solicitação da Prefeitura de Nova Odessa, as operadoras de telefonia e de internet iniciaram recentemente uma ação de manutenção em suas redes, para a retirada de possíveis cabos que se encontravam soltos ou caídos. A medida foi requisitada através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social.

Já em fevereiro deste ano, por determinação do prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho (PSD), a Secretaria havia promovido uma reunião com representantes das principais operadoras de telefone e internet que atuam no município para que um plano de ação pudesse ser colocado em prática e que os problemas históricos fossem resolvidos.

“Os cabos soltos representam um grande risco, especialmente aos pedestres e motociclistas. Representantes das operadoras compareceram a reunião e acertamos as tratativas, para que esse problema possa ser resolvido. O trabalho de manutenção já pode ser visto em alguns pontos do município e a tendência é avançar mais”, explica o secretário Samuel Marin.

Alguns dos primeiros locais a serem atendidos foram os cruzamentos das ruas Olímpia Moreira Comondá, com a Rua Maria Consuela Cobos Lanzoni (Jardim Flórida), da Rua Miguel Bechis com a Rua Dante Gazzetta (Jardim Flórida) e o cruzamento da Rua Ernesto Sprogis com a Avenida Ampelio Gazzetta (no Jardim Bela Vista).

“Cada uma das operadoras iniciou uma ‘busca’, a partir dos locais onde haviam reclamações’ e os problemas começaram a ser solucionados. Organizar a rede de fios é uma ação importante não apenas para o município, mas que colabora sobretudo com a empresa e na prestação do seu serviço para a comunidade local”, destacou o adjunto, Rafael Brocchi.

Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social, mesmo com as ações já iniciadas pelas empresas, a população de Nova Odessa pode auxiliar no desenvolvimento dos trabalhos de manutenção informando a sua operadora, pelos canais de atendimento ao consumidor, sobre os problemas visíveis nos cabos da sua rua ou bairro.

“O problema não está apenas em relação a queda de possíveis cabos dos postes, mas também em possíveis ‘barrigas’, o que pode acarretar em rompimento por conta da passagem de caminhões com baús de altura mais elevada. Portanto, a colaboração da comunidade é fundamental para que esses problemas possam ser corrigidos pelas operadoras”, finaliza Marin.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE