Omar Neto fez defesa do avô e tende a ser herdeiro político

Nas redes sociais, ele foi um dos mais empolgados defensores da campanha do avô Omar Najar (PMDB). E carrega nome e sobrenome nas costas. Omar Najar Neto só não foi candidato a vereador este ano porque a legislação proíbe. E se fosse, deveria passar dos 4 mil votos.
Agora resta o que fazer com o ‘garoto’ que se empolgou com a eleição do avô ‘turco’ e ironizou a oposição nas redes sociais após o resultado confirmar as pesquisas divulgadas.
O avô, que sai das urnas com enorme capital eleitoral, vê com bons olhos a possibilidade de o Neto seguir na carreira política, mas existe nova interdição para 2020 (o avô teria que renunciar seis meses antes). O risco maior é para 2018, com deputados da região pressionando para evitar a saída do menino e o PMDB pressionando para uma candidatura local.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE