Omar e Gleberson visitam hospital de campanha

 Omar e Gleberson visitam hospital de campanha

O prefeito de Americana, Omar Najar, visitou nesta segunda-feira (29) o Hospital de Campanha, que será ativado quando for necessário absorver casos moderados de Covid-19, cujos pacientes serão encaminhados pelo Hospital Municipal “Dr. Waldemar Tebaldi” (HM). Nesta segunda, o prefeito Omar Najar visitou o local, acompanhado do secretário municipal de Saúde, Gleberson Miano, e do diretor-superintendente da Fusame (Fundação de Saúde de Americana), José Carlos Marzochi.

A estrutura é uma extensão do HM, colocada temporariamente na UBS (Unidade Básica de Saúde) Cillos, que teve suas atividades transferidas para a UBS da Vila Gallo. Ela conta com 18 leitos, sendo dois equipados com respiradores mecânicos, oito com suporte comum de oxigênio e oito para atendimento de casos leves. A capacidade instalada poderá ser ampliada, já que a unidade comporta ainda mais 12 leitos.

“É muito importante termos uma estrutura como essa, pois caso a demanda se torne maior, Americana já está pronta para ampliar sua capacidade de atendimento”, disse o prefeito, Omar Najar.

Para equipar o Hospital de Campanha, o município contou com a colaboração da empresa Suzano, que doou dois respiradores, e da empresa Ajinomoto, que doou ao município R$ 288 mil, recurso que foi usado na aquisição de equipamentos como bombas de infusão contínua; umidificadores; aparelho de ECG de 12 canais; reanimador manual; laringoscópio; computadores com impressora, entre outros equipamentos, materiais e mobiliários.

O atendimento no local não será feito de forma espontânea, com portas abertas, uma vez que os pacientes serão referenciados pelo Hospital Municipal.  Sendo assim, todos os casos suspeitos de Covid-19 continuarão sendo atendidos primeiramente no pronto-socorro do HM que, de acordo com a necessidade, fará o encaminhamento ao hospital de campanha.

Gleberson destacou o apoio da administração e dos colaboradores na adequação do novo espaço, e demonstrou que seu desejo é de que a população não precise usá-lo por muito tempo, esperançoso de que a curva epidêmica comece a declinar.

“Nós estamos muito gratos ao prefeito Omar Najar e em especial às empresas, Suzano e Ajinomoto, cujas doações foram fundamentais para equipá-lo. O que nós desejamos é que o uso desse espaço seja por pouco tempo, mas diante qualquer necessidade, ele está pronto para absorver eventual demanda extra lá do Hospital Municipal”, comentou o secretário.

Relacionados