Omar e base desistem de aumento

O prefeito Omar Najar e um grupo de vereadores da base do Governo se reuniram na tarde desta segunda-feira (23) para debater o Projeto de Lei 45/2018 – que dispõe sobre a reposição inflacionária dos agentes políticos e reajuste salarial dos servidores públicos municipais –  aprovado em primeira discussão na última quinta-feira (19).
Após debate com prefeito e secretários, ficou definido que na segunda discussão do projeto na próxima quinta-feira será proposta a retirada do artigo 4º, que define que: ???Os subsídios dos agentes políticos de que trata o artigo 3º desta lei serão majorados, ainda, pelo índice de 6,6% (seis inteiros e seis décimos por cento), a título de revisão geral anual relativa ao ano de 2017, concedida aos demais servidores do Poder Executivo nos termos da Lei nº 6.023, de 8 de junho de 2017.???
A decisão foi tomada em conjunto depois que os secretários municipais, o prefeito e o vice, se comprometeram por escrito a abrir mão de entrar na Justiça questionando a falta de reposição inflacionária dos seus subsídios entre 2016 e 2017.
???A única preocupação que tínhamos era de que uma ação judicial causasse o pagamento retroativo de salários. O grupo de vereadores veio até aqui, debateu de forma madura e adulta e chegamos a uma solução conjunta. Gostaria de destacar o real interesse desses parlamentares no município, e não em jogar para a torcida transformando o projeto em um palanque político???, disse o prefeito Omar Najar.
Com a medida, a reposição inflacionária nos subsídios dos agentes políticos será de 2,49%, referentes apenas à inflação de 2018. Participaram do encontro o presidente da Câmara, Alfredo Ondas; Marco Antônio Alves Jorge, o Kim; Rafael Macris; Juninho Dias; Thiago Martins; Judith; Luiz da Rodaben; Pedro Peol; e Otto Kinsui. Guilherme Tiosso, justificou sua ausência por estar fora da cidade.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE