O Senso Comum, por Marco Russo

Acima, Thomas Paine, autor de Senso Comum, em 1776
Se bem me lembro das aulas que tive de Sociologia, o senso comum é uma visão primeira dos fatos. São experiências de vida que nos colocam certas definições e repassamo-las aos nossos descendentes.

Me parece que no caso da Ação Penal 470 muito do que se diz está no senso comum. Muito ainda virá a ser estudado para podermos chegar a algumas verdades. O que temos hoje é muito mais uma definição dos fatos a partir dos meios de comunicação que consumimos.
A TV já havia condenado  a todos antes do julgamento. A TV Globo colocou o rótulo de corruptos e quadrilheiros. Cabe ao cidadão compra-la ou não. A TV coloca a formula pronta. Não nos convida a raciocinar.
Precisamos pensar. Primeiro: é inegável que os donos da TV perceberam que estão perdendo terreno para outros veículos, notadamente a Internet. Segundo: eles tem a preferência política deles, tem pessoas que pensam mais perto das suas ideias, e o PT não representa os donos de TV.
Para formarmos um pensamento mais real , mais justo, mais verdadeiro, creio que a internet já dispõe de documentos. Dada a rapidez da circulação das informações. Ignorar isso é má vontade ou puro pré conceito. Podemos encontrar na internet, por exemplo: documentos, disse documentos, que mostram que o dinheiro do fundo Visanet não são públicos, mas privados; Se dermos uma busca veremos documento que demonstram o que Roberto Jefferson disse a polícia federal, a saber: o mensalão foi obra da sua cabeça. Poderia continuar a dar dicas aqui.
Eu estou buscando verdade e não textos com o fígado. E o que estou escrevendo se trata é a que nível queremos chegar da verdade. Se quisermos entender essa ação precisamos pesquisar, ler, não ter pré-conceitos. Agora se desejarmos ficar com a visão das TV???s, das falas de Joaquim Barbosa, queremos conhecer apenas a superfície da denúncia. A visão já está pronta e é classista e cheia de interesses.
Não me parece inteligente passar algo adiante sem pesquisar. Ver a verdade. Ser justo. ?? hora de refletir. E refletir é voltar a si mesmo, para dentro, e penso que enquanto as pessoas tiverem apenas a visão da TV, não terão muito de inteligente a apresentar. Falas raivosas, textos de papel repletos de ataques mostram um ser que se espantou com algo. E o espanto, preciso dizer isso, é apenas o primeiro processo do conhecimento. Utilizem esse espanto para tentar aprender algo e deixar aos seus filhos algo mais que o senso comum.
Marco Russo, Cientista Social e Presidente do PT Americana.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE