Nível do Cantareira se mantém estável

O volume de água no conjunto de represas do Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de 5,2 milhões de pessoas na Grande São Paulo, manteve-se pelo terceiro dia consecutivo, em 15,7%. ?? o que reporta relatório da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), divulgado na manhã deste domingo. Desde o ano passado a companhia considera duas cotas do volume morto como se fosse volume útil.

O segundo índice manteve-se estável pelo segundo terceiro dia seguido, com a marca negativa de 13,6%. A estabilidade do nível de água armazenada no Cantareira é reflexo das chuvas nas imediações das represas que formam o sistema desde a noite de quarta-feira. Desde então, a pluviometria acumulada no mês na região subiu de 53,9 milímetros para 79,2 milímetros, o que representa 38,36% da média histórica de 128,5 milímetros para meses de outubro.

Na Represa do Guarapiranga, responsável pelo atendimento de 5,8 milhões de pessoas na capital paulista, o volume de água caiu 0,2 ponto porcentual na passagem de ontem para hoje, de 76,4% para 76,2%.
No Alto Tietê, o nível de água armazenado recuou 0,1 ponto porcentual, de 13,8% para 13,7%. O Rio Grande também apresentou queda, de 0,2 ponto porcentual, de 86,2% no sábado para 86% hoje. 
Outro sistema de abastecimento de água que mostrou queda de volume foi o de Rio Claro, passando de 54,8% para 54,7%. Já o Sistema Alto Cotia manteve-se estável, em 58,1% da sua capacidade de reserva de água. 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE