Nubank tem 2020 ‘de boa’ com funcionários

São Paulo, 12 de Janeiro – O Nubank divulgou que terminou 2020 com uma marca impressionante: 85% de seus funcionários foram reconhecidos com promoção ou aumento de salário. Em um ano marcado pelos efeitos adversos da pandemia na economia, o maior banco digital independente do mundo surfou os efeitos da digitalização e permitiu que mais de 80% de seus funcionários se tornassem “sócios do banco” ao receber ações da empresa, do tipo “restricted stock units” (RSU).

 “O diferencial do Nubank é ser humano, e isso começa dentro de casa. Acreditamos que um ambiente de trabalho seguro, inclusivo e respeitoso que estimula a inovação e que busca o desenvolvimento profissional de todos em nossos times é o caminho da transformação que estamos liderando”, afirma David Vélez, fundador e CEO do Nubank.

 “Acreditamos que fazemos parte do mesmo time e estamos remando na mesma direção”, explica Vélez, “então nada mais justo que dividir o fruto deste trabalho com o maior número possível de empregados.”

 O Nubank é pioneiro em considerar 100% de seus funcionários elegíveis ao programa de RSUs. Na empresa, todos os times e profissionais têm a oportunidade de se tornar acionistas, inexiste distinção de cargo ou área.  Essa prática é superior ao que o mercado realiza.

 “Construímos relações duradouras com nossos colaboradores, pautadas no reconhecimento e valorização dos nossos times. Isso gera um índice de engajamento alto, de 82%, e uma rotatividade de pessoal baixíssima de 5% mesmo em um ano tão desafiador como 2020”, destaca o CEO.

 Contratar talentos em todo o Brasil e ao redor do mundo se tornou ainda mais importante para o Nubank em 2020. Cerca de 950 profissionais ingressaram no time da fintech para acelerar a expansão da companhia, que chegou a 30 milhões de clientes no ano passado. 

 “Decidimos concentrar nossos esforços de aquisição de talentos em funções prioritárias e que forneceram o impacto estratégico. Buscamos líderes que atuaram como multiplicadores da nossa cultura e das nossas habilidades de resolução de problemas –  e isso foi ótimo para os nossos clientes”, afirma o fundador do Nubank.

 

 Reconhecimento em meio à pandemia

 A saúde e bem-estar dos colaboradores são prioridades no Nubank. A empresa foi uma das primeiras empresas do Brasil a atuar 100% de forma remota. Desde o início da pandemia, adotamos uma série de medidas para apoiar nossos funcionários durante o período de trabalho remoto. 

 Além do envio de cadeiras, mesas, monitores, roteadores com acesso à internet e outros acessórios para que os funcionários pudessem ter mais conforto ao criar um escritório em casa, o Nubank ainda disponibilizou um plano especial de internet em grande escala com um provedor para auxiliar os Nubankers que não possuem conectividade adequada em suas casas.

SOBRE O NUBANK 

O Nubank foi fundado em 2013 para libertar as pessoas de um sistema financeiro burocrático, lento e ineficiente. Desde então, por meio de tecnologia inovadora e excelente atendimento ao cliente, a empresa vem redefinindo o relacionamento das pessoas com o dinheiro em toda a América Latina. Com operações no Brasil, México e Colômbia, o Nubank é hoje o maior banco digital independente do mundo, reinventando a vida financeira de mais de 30 milhões de clientes.

O Nubank atingiu esse patamar ao oferecer um cartão de crédito sem anuidade, totalmente gerenciado por um aplicativo, hoje usado por 15 milhões de usuários, e uma conta digital, livre de tarifas, atualmente utilizada por mais de 26 milhões de brasileiros. O Nubank também oferece empréstimo pessoal transparente e descomplicado, um programa de benefícios com pontos que nunca expiram e uma conta para pequenas e médias empresas. Em 2020, a empresa anunciou a aquisição da corretora digital Easynvest e se tornou líder no segmento de plataformas digitais de investimentos.

Ao longo de sete anos, o Nubank levantou mais de US$ 1 bilhão com alguns dos investidores de tecnologia mais conhecidos do mundo, como TCV, Sequoia Capital, Kaszek Ventures, Tiger Global Management, QED, Founders Fund, DST Global, Redpoint Ventures, Ribbit Capital, Dragoneer Investment Group, Thrive Capital e Tencent.

O Nubank foi eleito pela revista Forbes como o melhor banco do Brasil — e um dos melhores do mundo — por dois anos seguidos, 2019 e 2020. Também foi reconhecido pela revista Fast Company como a empresa mais inovadora da América Latina e o “challenger bank” mais valioso pela CB Insights.

Hoje, o Nubank é uma empresa global, com escritórios em São Paulo (Brasil), Cidade do México (México), Buenos Aires (Argentina), Bogotá (Colômbia), Durham (Estados Unidos) e Berlim (Alemanha). Foi fundado em 2013 em São Paulo, pelo colombiano David Vélez, e tem como cofundadores a brasileira Cristina Junqueira e o americano Edward Wible. Para mais informações, visite www.nubank.com.br.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE