Novo partido de Bolsonaro é micro nanico na região

O PMB, partido que deve ser o rumo do presidente Jair Bolsonaro, praticamente inexiste na região- à exceção de Sumaré, onde não chega a 100 filiados. Em Nova Odessa, o partido tem 0 filiados regulares. As menos de dez filiações que existiam foram todas canceladas.

CRIVA E ASSESSOR- Aprovado em setembro 2015, o Partido das Mulheres do Brasil- que era chamado de Partido Militar Brasileiro- foi comandado na região pelo filho do ex-vereador Major Crivelari (Americana) e por um ex-assessor parlamentar em Santa Bárbara. Passadas 3 eleições, o PMB hoje tem 4 filiados em Americana e apenas 11 em SB. Em Sumaré o número total é de 99 filiados.

NA ÉPOCA DE SUA APROVAÇÃO NO TSE, O PMB informava que adotaria nas urnas o número 35. O estatuto do partido não proíbe a filiação de homens e rege-se “sem restrições de qualquer ordem: sexual, social, racial, econômica ou religiosa”. Ainda conforme as regras, poderá se filiar “todo cidadão na plenitude de seus direitos políticos que estiver de acordo com o Manifesto e o Programa partidário”.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE