Nova Odessa vacina os hipertensos com 45 anos ou mais

Assim como outros municípios da região e do Estado, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Nova Odessa decidiu nesta segunda-feira (24) facilitar o acesso dos hipertensos leves de 45 anos ou mais à vacinação contra a Covid-19. Até a semana passada, seguindo o que é determinado pelo PEI (Programa Estadual de Imunização), só podiam tomar a vacina os hipertensos graves, ou seja, quem tem comprovadamente hipertensão arterial resistente (HAR), hipertensão arterial – estágio 3 ou hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade.

“Até sexta-feira (21/05), o hipertenso que tomava apenas ou um ou dois medicamentos precisava comprovar também alguma lesão em órgão alvo – ou seja, tinha que levar uma carta do médico atestando que já haviam tido algum problema mais sério em função dessa hipertensão. A partir de agora, passamos a vacinar todos os que têm hipertensão comprovada, desde que dentro da faixa etária atual, mas independente da gravidade dessa hipertensão”, resumiu a coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Nova Odessa, Paula Mestriner.

Segundo a profissional, a decisão de ampliar o acesso dos hipertensos leves às vacinas da Covid-19 foi tomada na sexta-feira em uma reunião do conselho estadual de secretários municipais de Saúde, “e várias cidades da região decidiram ampliar a vacinação para qualquer hipertenso que tome medicação”.

“Assim, fica bem mais amplo e mais fácil de fazer a triagem no Ginásio do Esportes do Jardim Santa Rosa. É importante destacar que seguimos vacinando os doentes crônicos de 45 a 49 anos pelo calendário do mês de nascimento divulgado anteriormente. E os hipertensos leves de 50 a 59 anos que já tenham ido ao Ginásio e não puderam ser imunizados anteriormente, agora podem retornar lá com a documentação comprobatória, que serão vacinados também”, garantiu Paula.

Lista de comorbidades

Assim, a lista “atualizada” das comorbidades aceitas inclui: doenças cardiovasculares, insuficiência cardíaca (IC), cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, valvopatias, miocardiopatias e pericardiopatias, doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas, arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas no adulto, próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados, diabetes mellitus, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial em geral, doença cerebrovascular, doença renal crônica, imunossuprimidos (transplantados, pessoas vivendo com HIV, doenças reumáticas em uso de corticoides, pessoas com câncer), anemia falciforme ou talassemia maior (hemoglobinopatias graves), obesidade mórbida e cirrose hepática.

A Vigilância Epidemiológica também incluiu na lista das comorbidades as seguintes doenças neurológicas: doença cerebrovascular (acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico, ataque isquêmico transitório, demência vascular), doenças neurológicas crônicas que impactem na função respiratória indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla e condições similares, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular, deficiência neurológica grave.

Mês de nascimento

Lembrando que, para evitar aglomerações no Ginásio de Esportes do Jardim Santa Rosa, os novaodessenses de 45 a 59 anos com comorbidades devem comparecer ao local no dia da semana reservado para seu mês de nascimento. Assim, quem nasceu em janeiro, fevereiro ou março será vacinado às segundas-feiras, quem nasceu em abril, maio e junho às terças, os nascidos em julho e agosto às quartas, os de setembro e outubro às quintas, e nascidos em novembro e dezembro às sextas-feiras.

Documentos

Para receber as doses, qualquer pessoa de 45 a 59 anos com estas comorbidades deve apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório médico, carta, laudo ou prescrição médica do(s) medicamento(s) – sempre com o número de registro do CRM do profissional emissor. Além dos documentos para comprovação da doença crônica (incluindo hipertensão), a pessoa deve levar também CPF e comprovante de endereço recente em Nova Odessa.

O Ginásio do Santa Rosa fica na Rua João Bassora, nº 500, no Jardim Santa Rosa, e atende nos dias úteis, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Dúvidas de moradores de Nova Odessa sobre a 1ª etapa da Campanha de Vacinação Contra a Covid-19 para grupos prioritários podem ser sanadas através do WhatsApp (19) 99747-6502. O canal responde sempre em horário comercial e nos dias úteis.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE