Nova Odessa tem mais 17 casos de Covid, sem novos óbitos

Após um dia sem divulgar novos resultados para a cidade, o Instituto Adolfo Lutz, laboratório de referência para a Rede Pública de Saúde do Estado de São Paulo, voltou nesta quinta-feira (29) a liberar laudos de exames de pacientes suspeitos de Covid-19 de Nova Odessa. Assim, a cidade registrou mais 17 pacientes positivos de contaminação pelo novo coronavírus, chegando a um total de 3.601 casos desde o início da pandemia.

Nenhum novo óbito suspeito de ter sido causado pela doença foi confirmado, de forma que Nova Odessa manteve, novamente, o total de 146 mortos por Covid-19, dos quais 75 aconteceram em 2020 e 71, agora em 2021. Há ainda cinco mortes suspeitas sob análise da Vigilância Epidemiológica do Município, o mesmo número da última quarta-feira.

Com os novos resultados dos exames, o total de casos negativos caiu ligeiramente, de 4.953 para 4.960. Outros 3.147 moradores da cidade que tiveram a doença já são considerados curados, o que representa 87,4% do total de infectados pela pandemia.

O número de moradores suspeitos ou positivados para Covid-19 internados com sintomas respiratórios caiu levemente, de 36 para 35. Havia, na quinta-feira, quatro pacientes sob cuidados da equipe da UR (Unidade Respiratória) do Jardim Alvorada, cinco na ala respiratória do Hospital e Maternidade Municipal e 26 em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em hospitais públicos e privados de outras cidades da região e do Estado.

Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica Municipal, Paula Mestriner, muitos casos permanecem “sob investigação” enquanto aguardam os resultados de exames laboratoriais – geralmente realizados no Instituto Adolfo Lutz. Em outras ocorrências, é necessário fazer um inquérito epidemiológico do paciente, resgatando exames de imagens do período em que a pessoa esteve internada, por exemplo.

De qualquer forma, os casos ou óbitos positivos para Covid-19, ou os pacientes “suspeitos” que são negativados, só entram no boletim diário da Vigilância Epidemiológica após os resultados dos exames laboratoriais ou da investigação por parte da equipe. Além disso, já aconteceu de óbitos ainda mais antigos, de 2020 só entrarem no boletim neste ano, porque ocorreram em outras cidades, que só “digitaram” os dados nos sistemas eletrônicos meses depois.

Como a pandemia de Covid-19 segue avançando em todo o país, a Secretaria Municipal de Saúde de Nova Odessa destaca sempre a importância do uso contínuo de máscaras por todos, da higienização constante das mãos com água e sabão ou o uso do álcool em gel a 70% e de se manter o distanciamento social, evitando aglomerações a todo custo, como formas de combater a disseminação do novo coronavírus.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE