Edit

Nova Odessa passa de 9 mil vacinados contra a Covid-19

A equipe da Saúde da Prefeitura de Nova Odessa, que atua na campanha de vacinação contra a Covid-19, alcançou nesta terça-feira (11) a marca de 9 mil primeiras doses aplicadas. Foram exatas 205 primeiras doses a mais, elevando o total de moradores da cidade imunizados ou em fase de imunização a 9.096 – o equivalente a 14,9% da população da cidade, estimada pelo IBGE em 60.956 pessoas.

Foram vacinados, com a primeira dose, mais 195 idosos com 60 anos ou mais e 10 puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) com idade acima de 18 anos e comorbidades, bem como adultos de 55 a 59 anos com deficiências permanentes beneficiários do BPC (Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social).

No mesmo dia, outros 90 profissionais da Educação com 47 anos ou mais receberam a segunda dose. Já são, no total, 4.758 novaodessenses (7,8%) dos diversos grupos prioritários que receberam também a dose de reforço, que garante a imunização após duas a três semanas (sempre nos percentuais apontados pelas fabricantes).

No total, foram aplicadas mais 295 primeiras e segundas doses no dia pela equipe que trabalha no Ginásio Municipal de Esportes do Jardim Santa Rosa, elevando o total na cidade a 13.854 unidades dos imunizantes já utilizadas.

Gestantes

No entanto, a Vigilância Epidemiológica local teve de seguir a recomendação do final da noite anterior da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), solicitando a paralisação imediata da vacinação contra a Covid-19 de gestantes com o imunizante da AstraZeneca/Fiocruz/Oxford – exatamente o que havia sido recebido pelas prefeituras da região para utilização neste novo grupo prioritário.

Assim, nenhuma gestante chegou a ser imunizada na terça-feira em Nova Odessa contra a Covid-19, e o órgão da Prefeitura aguarda novas orientações superiores para definir o que vai ser feito com esse grupo – se e quando a imunização das gestantes vai acontecer, e com qual vacina.

55 a 59 Anos com comorbidades

Está mantida para esta quarta-feira, dia 12, o início da vacinação adultos de 55 a 59 anos com as comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde.  Comorbidades são doenças ou condições de saúde pré-existentes que são fatores de risco para casos graves do novo coronavírus.

A lista das comorbidades aceitas inclui: doenças cardiovasculares, insuficiência cardíaca (IC), cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, valvopatias, miocardiopatias e pericardiopatias, doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas, arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas no adulto, próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados, diabetes mellitus, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial resistente (HAR), hipertensão arterial – estágio 3, hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade, doença cerebrovascular, doença renal crônica, imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer), anemia falciforme ou talassemia maior (hemoglobinopatias graves), obesidade mórbida e cirrose hepática.

Como se trata de um grupo bem maior, as pessoas serão atendidas pela equipe da Secretaria de Saúde conforme o mês de nascimento: quem nasceu em janeiro, fevereiro ou março será vacinado às segundas-feiras; quem nasceu em abril, maio e junho às terças; os nascidos em julho e agosto às quartas; os de setembro e outubro às quintas; e nascidos em novembro e dezembro às sextas-feiras.

Para receber as doses, qualquer pessoa de 55 a 59 anos com estas comorbidades deve apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório ou prescrição médica. Os cadastros previamente existentes em UBSs (Unidades Básicas de Saúde) também podem ser utilizados. Estas pessoas com deficiências permanentes precisam apresentar também o comprovante do recebimento do Benefício de Prestação Continuada.

Assim como a vacinação dos idosos, a campanha segue acontecendo no Ginásio Municipal de Esportes do Jardim Santa Rosa nos dias úteis, das 8h às 16h. O local continua atendendo também os idosos de 60 anos ou mais pré-cadastrados no site da Prefeitura (www.novaodessa.sp.gov.br) e todos os grupos que já receberam a primeira dose, para a dose de reforço.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE