Edit

Recuperação do viveiro atingido por incêndio tem início em Novo Odessa

Após controlar totalmente o “fogo lento” que persistia ao longo das últimas semanas na área do incêndio criminoso do último dia 21/08 no Viveiro de Mudas do Recanto do Guarapari (bairro de chácaras situado na região da Fazenda Velha), equipes das secretarias de Obras e de Meio Ambiente da Prefeitura de Nova Odessa puderam finalmente dar início à preparação da área para as futuras ações de recuperação ambiental. Nos últimos dias, equipes das pastas já vêm atuando no local.

“Estamos recuperando a área, começando pelo nivelamento da área onde estavam os galhos. Também estamos acertando o solo, e em seguida vamos instalar alambrado no perímetro de todo o Viveiro Municipal. Ai poderemos começar a recuperação de toda a área propriamente dita”, explicou o secretário-adjunto de Meio Ambiente, Bruno Crema.

Segundo o diretor de Serviços Urbanos, Luan Vitorelli, “esse é o primeiro passo para deixar a área pronta para futuros projetos e investimentos, podendo ser utilizadas para qualquer fim de interesse público, seja a ampliação do próprio Viveiro de Mudas ou a instalação de outro programa de educação ambiental ou meio ambiente”.

No momento, atuam diariamente na área duas máquinas pesadas, uma “PC” e uma retroescavadeira, duas caminhões e uma equipe com cerca de seis servidores das Secretarias de Meio Ambiente e de Obras. A gestão municipal também já prepara a contratação de um leiloeiro para a destinação de antigos veículos sucateados presentes desde anos anteriores em outro ponto da área.

“O espaço do Viveiro Municipal já mudou bastante, e vai mudar muito mais, mas precisamos ter paciência porque será um trabalho de médio a longo prazo. Teremos muito em breve novidades para anunciar para esta área, que vai ser utilizada para uma finalidade nobre a ser definida”, comentou a secretária municipal de Obras, Projetos e Planejamento Urbano, a arquiteta e urbanista Miriam Cecília Lara Netto. Entre as novidades, deve constar a própria ampliação das estufas do Viveiro de Mudas.

Como o foco provavelmente criminoso de agosto atingiu toneladas de restos de podas depositados no local até o final de 2020, o chamado “fogo lento” da lenha levou semanas para ser definitivamente extinto pelas equipes da Defesa Civil e dos bombeiros civis voluntários da cidade, com apoio pontual de servidores de Obras, do Meio Ambiente e também de equipes da Coden Ambiental.

Acionada pela Prefeitura através do registro de um boletim de ocorrência, a Polícia Civil investiga desde o final de agosto a autoria do possível crime ambiental. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente também instaurou um procedimento administrativo para apurar a ocorrência de fogo na área verde.

ECOPONTOS

O Viveiro de Mudas do Guarapari segue desde então fechado ao depósito de restos de poda por populares, mas, segundo a pasta, a população não está sendo prejudicada porque pode continuar utilizando os dois Ecopontos da cidade, que seguem aptos a receber até 1 metro cúbico de restos de poda por pessoa.

Os espaços possuem capacidade para receber até 1.000 toneladas de resíduos por mês, com predominância de resíduos de construção civil, restos de poda de árvores e sofás. Os Ecopontos recebem também materiais recicláveis como papel, papelão, plástico, vidro, metal e isopor.

Em relação aos resíduos de construção civil é liberado receber até 1m³ por pessoa/dia. Madeira e móveis usados, óleo de cozinha (embalado em garrafa PET), eletrônicos e pneus (quatro unidades por pessoa/dia) também podem ser encaminhados. Um dos pontos está localizado no Residencial Triunfo, e o segundo, no Jardim Monte das Oliveiras. O horário de funcionamento é de segunda-feira a domingo, das 7h às 19h.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE