Edit

Nova Odessa inicia projeto do Centro de Formação de Professores

Ao longo dos primeiros meses de 2021, a nova gestão da Secretaria de Educação da Prefeitura de Nova Odessa vem trabalhando num projeto pioneiro que visa a implantação, já em 2022, de um Centro de Formação de Professores para a Rede Municipal – que vai servir também como unidade de atendimento psicopedagógico para alunos com necessidades especiais e com dificuldades de aprendizagem.

A equipe que atua no desenvolvimento do projeto trabalha, atualmente, no CMEI (Centro Municipal de Educação Infantil) Professora Walderez Gazzetta, do Jardim Planalto – bairro em que a demanda por vagas em escola pública despencou nas últimas décadas. Para dar continuidade ao desenvolvimento da proposta, inclusive, foram realocados e contratados profissionais especialistas nas áreas necessárias, que já estão trabalhando diariamente no CMEI Walderez.

Também por isso, os 29 alunos matriculados remanescentes nesta unidade do Planalto estão sendo atendidos, desde junho, em outras quatro creches municipais da cidade, após anuência das famílias.

Segundo o secretário municipal de Educação de Nova Odessa, professor José Jorge Teixeira, mesmo com aulas exclusivamente online até aqui neste ano, cada família dos alunos remanejados pôde escolher a unidade que melhor atendesse suas necessidades, de forma que não houve qualquer prejuízo aos alunos.

Essa “negociação” foi feita diretamente com as famílias, e a maioria foi para a creche do Jardim Marajoara, a pouco mais de um quilômetro do CMEI Walderez. Outro grupo foi atendido com vagas na creche do Jardim Santa Luiza – sempre de acordo com a preferência dos próprios pais.

“Recepcionei alguns pais na Secretaria de Educação, expliquei os motivos, tivemos uma reunião nas novas escolas e podemos afirmar que não houve ‘traumas’ com quase a totalidade das famílias. Apenas uma família solicitou o atendimento no CMEI Padre Victor Facchin (no Jardim São Manoel), e também foi prontamente atendida”, explicou o secretário.

“É importante deixar claro que era inviável manter toda uma unidade escolar com apenas 29 alunos. Era preciso, por exemplo, manter alocados lá cinco professores, um diretor, um coordenador pedagógico, um secretário, duas pessoas na cozinha e duas na limpeza. Eram 12 profissionais para atender 29 alunos”, justificou o secretário.

FORMAÇÃO

Já quanto ao projeto do novo Centro de Formação Continuada, José Jorge adiantou que a expectativa é que ele funcione definitivamente, após implantado, em um terceiro prédio: a antiga Escola Municipal do Jardim São Manoel, atualmente passando por reformas. A unidade está desativada há alguns anos, desde que foi interditada. A Prefeitura investe na reforma R$ 645.711,35 em recursos próprios.

“É um excelente espaço físico para começarmos rapidamente os atendimentos do Centro de Formação. Claro que, a longo prazo, nosso objetivo é viabilizar recursos para a construção de um prédio específico para o Centro, mas isso vem depois de outras prioridades, como a construção de uma creche no Jardim Campos Verdes e de uma escola modelo de Ensino Fundamental no complexo de bairros da região do Jardim dos Lagos, que tem demanda crescente em função do crescimento populacional”, finalizou Zé Jorge.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE