Nova Odessa informa mais 11 mortes por coronavírus

A Vigilância Epidemiológica de Nova Odessa confirmou no boletim de segunda-feira (21/06) mais 200 casos positivos de Covid-19 em moradores da cidade nas últimas 72 horas, além de mais 200 pacientes curados. O boletim traz também a confirmação de que mais 11 óbitos de novaodessenses, dos quais nove ocorreram em outras cidades entre o mês de maio e o início de junho, mas só agora informados pelos municípios onde ocorreram.

A cidade chegou, assim, a 5.155 pacientes positivados ao longo dos 16 meses de pandemia, dos quais 190 não resistiram ao vírus e faleceram. Com os novos resultados de exames liberados na segunda-feira, o total de óbitos em investigação caiu quatro para três. Os casos suspeitos aguardando o resultado de exames foram a 556. Os pacientes já considerados curados são agora 4.574, ou 88,7% do total de contaminados pelo vírus até aqui.

Os novos óbitos “antigos” incluídos no boletim epidemiológico incluem cinco pessoas que faleceram em Americana entre os dias 27 de maio e 05 de junho, todos de idosos, dois em Sumaré (nos dias 10/05 e 31/05) e dois em São Paulo, nos dias 21 e 22 de maio. Os outros dois óbitos, mais recentes, ocorreram na UR (Unidade Respiratória do Jardim Alvorada), nos dias 15 e 16 de junho.

O número de moradores de Nova Odessa internados com sintomas respiratórios ou de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) caiu de 54 para 51 em 72h, ainda dentro da média das últimas semanas. Eram, na manhã do dia 21/06, 10 pacientes (-2) internados na UR do Alvorada, 8 na nova ala respiratória do Hospital e Maternidade Municipal (igual) e 33 em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de hospitais de outras cidades da região e do Estado (-1).

Apesar de a campanha de vacinação contra a Covid-19 continuar avançando diariamente em Nova Odessa, a Secretaria Municipal da Saúde sempre reforça a necessidade de se continuar mantendo os cuidados para combater a disseminação do novo coronavírus enquanto durar a pandemia, principalmente o uso constante de máscaras, a higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel a 70% e o isolamento social, evitando-se aglomerações.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE