Nova Odessa: Grávidas adolescentes assustam vereador

A possibilidade de criar a Casa do Adolescente em Nova Odessa foi discutida esta semana pelo vereador Celso Gomes dos Reis Aprigio, o Celso Concrenova (PSDB). Por meio de requerimento aprovado, o parlamentar abordou sobre a necessidade de existir no município um projeto voltado a não reincidência de gravidez na adolescência.
O argumento é que o trabalho com as Casas do Adolescente em orientação, conscientização e acesso aos meios contraceptivos fez com que o Estado de São Paulo saísse de 148 mil casos de gravidez em 1998 para 89 mil em 2011. Ou seja, o índice de meninas de 10 a 19 anos grávidas caiu 26,5% no Estado e apresenta o menor nível em 13 anos. O anúncio foi feito no último dia 4 pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).
Segundo o vereador, a taxa de morte neonatal é três vezes maior em bebês gerados por mães adolescentes. Além do fato de que muitas das meninas que ficam grávidas acabam deixando de estudar para cuidar da criança. Celso explica que a Casa do Adolescente desenvolve projetos para tratar de diversos temas, como gravidez na adolescência, prevenção DST/AIDS, saúde do escolar, oficinas, cultura, lazer e trabalho, recém-nascido (filhos de mães adolescentes), família e comunidade, CAPS infanto juvenil álcool e drogas, saúde mental, terapia ocupacional, nutrição saudável e fonoaudiológico.Para isso, conta com equipe de especialistas: hebiatras, ginecologistas, dermatologista, neurologista, psicopedagoga, psicólogas, dentistas, enfermeiras, técnico e auxiliar de enfermagem, assistente social, nutricionista, fonoaudiologista e terapeuta ocupacional. “Entendemos que investir na prevenção, acolher essas adolescentes e criar políticas públicas para evitar uma gravidez indesejada, ou orientá-las sobre a reincidência da gravidez, são fatores fundamentais para evitar o aumento nesta idade”, completa Celso.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE