Nova Odessa faz vacina contra a Covid ‘render’ 3,33% a mais

Em 29 dias de Campanha Nacional de Imunização Contra a Covid-19 na cidade, a Secretaria Municipal de Saúde de Nova Odessa afirmou que vem registrando aproveitamento superior a 100% nas doses da vacina aplicadas em primeira dose. Até quinta-feira (18/02), a Prefeitura havia recebido 1.319 doses do imunizante para a primeira aplicação, a equipe da Saúde conseguiu aplicar 1.363 primeiros doses – um “aproveitamento” de 103,33%.

De acordo com a enfermeira e coordenadora de Vigilância Epidemiológica, enfermeira Paula Mestriner, isso foi possível graças a uma combinação de fatores, que vai desde uma quantidade a mais depositada no frasco ao manuseio e extração correta realizada pelas enfermeiras responsáveis pela aplicação da vacina.

“Fizemos ‘render’ 44 doses a mais do que o previsto até agora em Nova Odessa. Sem dúvida é um grande resultado, com um aproveitamento acima da quantidade nominal de doses contidas nos frascos. Isso demonstra a qualidade técnica dos profissionais envolvidos na campanha vacinação. Existem relatos pelo Brasil de que em algumas cidades o aproveitamento vem sendo de apenas nove doses por frasco da CoronaVac/Instituto Butantan, enquanto nós conseguimos 10 doses em todos eles. Em alguns momentos, conseguimos extrair 11 doses dos frascos, seja do Butantan ou da FioCruz”, explicou Paula.

VACINÔMETRO

Na quinta-feira, a vacinação prosseguiu em Nova Odessa com a aplicação das segundas doses. Foram realizadas mais 84 imunizações definitivas, elevando para 141 o número de servidores municipais das profissões da Saúde já definitivamente vacinados, todos membros da equipe que desenvolve o trabalho de “linha de frente” no atendimento de pacientes da pandemia. “Todos os servidores da UR (Unidade Respiratória) do Jardim Alvorada foram atendidos, e agora estamos vacinando os profissionais que atuam no Hospital e Maternidade Municipal de Nova Odessa”, afirmou Paula.

Com a aplicação da segunda dose, depois de 15 dias o organismo começa a produzir os anticorpos contra a Covid-19, como explica a coordenadora. “Aquela proteção prometida nos estudos de eficácia vacinal só vai ser obtida 15 dias após a segunda dose”, salientou.

Por isso, ela fez um alerta: “Independentemente de estar ou não imunizado contra o novo coronavírus, a verdade é que não será possível abandonar as máscaras tão cedo, já que depois de receber as suas doses a pessoa tem menos chances de ficar doente com a Covid-19, mas ela ainda pode ser uma transmissora da doença”, acrescentou.

“A vacina não evita que se entre em contato com o vírus, que a pessoa adquira o vírus e transmita o vírus aos outros. Ela vai evitar apenas que a pessoa adoeça e tenha a doença em suas formas mais graves. É essencial que toda a população compreenda isso”, reforçou a enfermeira.

GINÁSIO

Para a próxima semana, há previsão de recebimento de novos lotes da vacina contra a Covid-19 pela Prefeitura, que serão encaminhados pelo Ministério da Saúde por meio do PNI (Plano Nacional de Imunizações). Com as novas doses, a vacinação em idosos com mais de 80 anos pré-cadastrados será retomada assim que possível. “É importante que os idosos façam o pré-cadastro pelo site da Prefeitura (o www.novaodessa.sp.gov.br), pois a aplicação está sendo realizada por agendamento, para se evitar aglomerações no ginásio”, destacou Paula.

À medida que o Governo Federal viabiliza mais doses às cidades brasileiras, as novas etapas do cronograma e novos grupos do público-alvo da campanha de vacinação contra a Covid-19 têm sido confirmados e imunizados pelo Governo de São Paulo e pelas prefeituras paulistas.

O lote mais recente de vacinas chegou a Nova Odessa no último dia 09 de fevereiro, incluindo 360 doses do imunizante da CoronaVac/Instituto Butantan para início da aplicação da 2ª dose nos profissionais da linha de frente da Rede Municipal de Saúde. As vacinas não podem ser “misturadas”, ou seja, quem recebeu a primeira dose de um dos dois tipos deve receber o mesmo tipo na segunda vez.

Como o ritmo da vacinação dos demais grupos de idosos depende do recebimento de novos lotes de vacinas, a orientação da Secretaria Municipal de Saúde é para que as pessoas – todas as pessoas – continuam seguindo os protocolos sanitários, incluindo o uso constante de máscaras fora de casa, a higienização constante das mãos, o uso de álcool a 70% para limpar as superfícies de maior contato e o distanciamento social. Se possível, fique em casa.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE