Nova Odessa entre as cidades mais limpas do país, diz prefeitura

Com 100% da população atendida pelo serviço de coleta e 92% do lixo destinado corretamente, Nova Odessa está entre as cidades com a melhor gestão de resíduos sólidos do Brasil. É o que mostra a quinta edição do ISLU (Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana), elaborado pelo Selur (Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana), em parceria com a consultoria PwC Brasil. O município obteve nota 0,726, melhor avaliação desde que passou a fazer parte do estudo, em 2018. A pontuação vai de zero a 1.

De acordo com a pesquisa, feita a partir de dados disponibilizados pelo SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), do MDR (Ministério do Desenvolvimento Regional), o ‘Paraíso do Verde’ saiu da nota 0,715, em 2018, para 0,726, em 2020. No ano passado, o índice de 0,718 já confirmava o avanço sustentado do município na adesão à Política Nacional de Resíduos Sólidos (lei federal número 12.305/10), que completou dez anos de vigência no domingo (2). A última edição do levantamento leva em consideração dados oficiais inseridos em 2018, no SNIS, por 3.313 prefeituras.

Apesar de não figurar no ranking oficial das cidades brasileiras com melhores índices de limpeza urbana, restrito a localidades com mais de 250 mil habitantes, Nova Odessa tem índice de município ‘top 10’. Joinville (SC), por exemplo, é o décimo do ranking nacional divulgado pelo Selurb, com índice de 0,722, 0,004 inferior à nota novaodessense.

Para o prefeito de Nova Odessa, Benjamim Bill Vieira de Souza, a evolução do município no Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana é resultado do forte trabalho realizado na gestão dos resíduos sólidos no município, a partir de 2013. Além dos dados disponibilizados em 2018 no SNIS, o prefeito cita uma série de ações investimentos feitos nos últimos dois anos, que deverão ser aferidos nas próximas edições do ISLU.

“Desde que assumimos a Prefeitura, temos aprimorado os mecanismos de coleta, destinação e tratamento de resíduos sólidos para melhorar o atendimento à nossa população e promover o equilíbrio ambiental. Nos últimos dois anos, inauguramos nosso segundo ecoponto, dobrando a capacidade de coleta de resíduos, adquirimos máquinas para ampliação da limpeza urbana e coleta seletiva e, através da Coden Ambiental, melhoramos a dinâmica da coleta de lixo em toda cidade, inclusive em bairros de chácaras, e implantamos uma usina de compostagem que transforma lodo de esgoto em adubo orgânico, reduzindo o volume de resíduos destinado ao aterro sanitário”, avaliou o prefeito Bill, que é presidente do Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Campinas) e embaixador no Brasil da Iniciativa de Prefeitos e Municípios da ISWA (Associação Internacional de Resíduos Sólidos).

 

Em Nova Odessa, a coleta e o afastamento do lixo doméstico são operados pela Coden Ambiental, empresa municipal que também responde pelos serviços de água e esgoto. Já a limpeza de ruas, avenidas e demais espaços públicos são de responsabilidade da Secretaria de Meio Ambiente, por meio da Diretoria de Parques e Jardins.

 

O Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana foi criado em 2016 e funciona como uma espécie de termômetro do grau de adesão da gestão municipal às diretrizes previstas na PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos). Além de indicadores de limpeza urbana, ele é calculado com base no IDH (ÍNdice de Desenvolvimento Humano) e no comprometimento do orçamento em medidas de promoção da sustentabilidade.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE