Nova Odessa dobra distribuição dos ‘kits alimentação’

A partir desta terça-feira, dia 18/05, a Prefeitura Municipal de Nova Odessa, através da Secretaria Municipal de Educação, inicia a distribuição mensal dos “kits alimentação” a 1.650 famílias de alunos da Rede Municipal de Ensino em situação de vulnerabilidade e eventual risco alimentar. Assim, a partir das entregas deste mês de maio, o número de famílias beneficiadas pela Prefeitura através deste programa está praticamente dobrando.

Além das cerca de 900 famílias beneficiadas por estarem inscritas em programas assistenciais oficiais, foram incluídas no programa, por determinação do prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho, cerca de 850 famílias em situação vulnerável. Esse grupo foi apontado através de um levantamento realizado pelas próprias equipes das escolas municipais – que conhecem a realidade dessas pessoas.

Ao todo, 15 profissionais da pasta foram convocados e atuam desde a última segunda-feira na montagem dos pacotes, que deverão ser retirados nas respectivas escolas pelas famílias beneficiadas. Desde o início do ano letivo, já foram distribuídos 4.460 kits de alimentos a famílias de alunos das Escolas Municipais de Nova Odessa. O benefício é cumulativo aos dos demais programas assistenciais, mas limitado a três kits por família.

A iniciativa tem o objetivo de minimizar os impactos da pandemia durante o período em que as aulas estão sendo dadas de forma remota e os alunos não têm acesso à merenda escolar. Só no mês de maio, foram investidos mais de R$ 141 mil na viabilização do programa, em recursos de diversas fontes.

De acordo com Juliana Pissaia, nutricionista do Setor de Alimentação Escolar da Prefeitura de Nova Odessa, embora o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) determine que os alunos tenham direito à quantidade de alimentos que consumiriam nas escolas caso as aulas estivessem sendo presenciais, “em Nova Odessa, esse benefício é muito mais abrangente”.

“Nosso kit quase corresponde a uma cesta básica completa, contendo arroz, feijão, óleo, macarrão, extrato de tomate, milho, ervilha, bolacha, leite em pó, achocolatado em pó e 3 caixinhas de bebidas lácteas. Além de favorecer os alunos com os alimentos, também estamos gerando renda para os pequenos agricultores, fornecedores dos hortifrútis que compõem os kits. Em maio, serão distribuídos 1 quilo de banana e 1 quilo de cenoura para cada família, por exemplo”, informou a profissional da Rede.

Até 2020, os “kits alimentação” eram direcionados apenas às famílias de Nova Odessa inscritas no programa federal Bolsa Família. “Mas, a partir do atual governo do prefeito Leitinho, a Secretaria da Educação passou a incluir também famílias em situação de vulnerabilidade que foram levantadas por meio de pesquisas realizadas pelas diretorias das escolas”, reforçou o titular da pasta, José Jorge Teixeira.

Ele esclareceu ainda que, mesmo com o retorno parcial das aulas presenciais previsto para junho (conforme o avanço do Plano São Paulo), a distribuição dos alimentos será mantida no próximo mês. “Em junho, além dos ‘kits alimentação’, teremos também a merenda nas escolas. Já as medidas a serem tomadas a partir de agosto ainda estão sendo estudadas e terão como base as regras oficiais de combate à pandemia aplicáveis às escolas municipais”, explicou.

José Jorge também salientou que essa retomada das aulas presenciais “será gradual, e que todos os cuidados estão sendo tomados para garantir a segurança dos alunos e profissionais” da Rede Municipal.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE