Nova Odessa cura 87,1% dos pacientes da Covid-19

A Prefeitura de Nova Odessa, por meio da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, informou na quinta-feira (25) que 87,1% dos pacientes da cidade que testaram positivo para o novo coronavírus nos últimos 13 meses já se encontram curados da doença. Até o momento, foram contabilizadas oficialmente 8.953 notificações de suspeitas de Covid-19 em Nova Odessa no total, das quais 4.115 tiveram resultados negativos para o novo vírus. E dos 2.968 casos positivos, 2.587 pacientes já se encontram curados da doença viral.

A Vigilância também confirmou na quinta-feira o registro de mais 15 casos positivos de Covid-19 em moradores da cidade nas últimas 24 horas. Com isso, o número total de pacientes positivos subiu para estes 2.968 desde o início da pandemia do novo coronavírus, há pouco mais de um ano.

Os novos casos positivos foram registrados em nove mulheres, com idade entre 14 e 72 anos, e em mais seis homens, com idades de 16 a 56 anos. Eles são moradores dos Jardins Santa Rosa, São Jorge, Marajoara, Monte das Oliveiras, Santa Rita, Europa, Alvorada, São Francisco e Conceição.

Além dos novos casos positivos, o Departamento de Vigilância Epidemiológica informou que houve aumento no número de internações de novaodessenses. O número subiu de 42 para 43 pessoas internadas no total no momento.

Do total de internados, 20 pacientes estão sob cuidados da equipe da UR (Unidade Respiratória) do Jardim Alvorada, 11 na nova ala respiratória exclusiva para Covid no Hospital e Maternidade de Nova Odessa, e outros 22 estão em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de hospitais de referência públicos ou de hospitais privados da região.

Não foram notificados óbitos de moradores pela doença nas últimas 24 horas. Assim, permanecem registradas, até o momento, 99 mortes por Covid-19 em Nova Odessa (a mais recente ocorrida no último dia 15 de março).

Em função do agravamento da pandemia na região e no Estado como um todo, a Secretaria Municipal de Saúde de Nova Odessa destaca a importância do uso contínuo de máscaras, da higienização constante das mãos com água e sabão ou o uso do álcool em gel a 70% e do distanciamento social, como formas de combater a disseminação do novo coronavírus.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE