Nova Odessa busca ‘recuperar credibilidade’ com fornecedores

O prefeito de Nova Odessa, Cláudio José Shooder, o Leitinho, assinou o Decreto Municipal nº 4.381/2021, divulgado pelo Diário Oficial do Município no último dia 17, no qual estabelece regras para agilizar os pagamentos e recuperar a credibilidade junto aos fornecedores da Prefeitura. A medida foi implantada após a realização de um verdadeiro “pente-fino” nas contas públicas e contratos firmados antes de 1º de janeiro de 2021.

“Infelizmente, a Prefeitura estava sem credibilidade perante os seus fornecedores e isso dificultava a realização de novos processos de compras. Era preciso virar o jogo e para isso colocamos a casa em ordem”, declarou Leitinho.

Durante os primeiros 100 dias de gestão, a equipe de trabalho do prefeito iniciou uma série de renegociações de contratos, que garantiu uma economia direta de cerca de R$ 2 milhões aos cofres públicos municipais.

“Renegociamos uma série de contratos, o que garantiu uma economia considerável para os nossos cofres. Além disso, reduzimos o número de comissionados, o que garantirá até o fim do ano, mais uma importante economia de R$ 2 milhões”, lembrou o prefeito.

Mais emendas

Se por um lado a Prefeitura implantou uma política mais enérgica em relação aos gastos públicos, por outro a equipe do prefeito Leitinho procurou incrementar o Orçamento com a busca de emendas parlamentares.

“Em 100 dias de Governo, a gente conseguiu economizar importantes recursos e buscar, na Assembleia Legislativa e no Congresso e no Senado Federal, emendas parlamentares para desenvolver programas, projetos e obras fundamentais para o crescimento de Nova Odessa. Somente de emenda parlamentar, até agora, garantimos mais de R$ 20 milhões, número cinco vezes maior que aquele conquistado ao longo de 2020 inteiro”, declarou.

Com a ‘casa em ordem’, o prefeito decidiu assinar um decreto que prevê regramento a respeito da tramitação dos pagamentos no âmbito municipal. A meta é efetuar o pagamento em até 10 dias após a nota fiscal emitida pelo fornecedor for atestada pelo responsável pela conferência dos produtos ou da execução de serviços.

“Com a casa em ordem, a determinação é executar o pagamento em até 10 dias. Essa medida trará mais credibilidade para a Prefeitura, os fornecedores voltarão a participar em maior número das licitações públicas e tenho a certeza que isso vai refletir numa maior economia para os cofres públicos. Esse é um processo que foi iniciado e acreditamos que teremos um bom resultado ao passar dos meses, afinal, quem não quer vender para um bom pagador?”, finalizou Leitinho.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE