Nova Odessa beira os 30% na vacinação contra a gripe

Nova Odessa entra nos últimos 30 dias da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Influenza H1N1) com 5.687 doses já aplicadas, tendo imunizado 29,6% das 19.212 pessoas estimadas pelos órgãos de Vigilância Epidemiológica como pertencentes aos grupos prioritários do PNI (Plano Nacional de Imunização) do Ministério da Saúde.

Iniciada em 12 de abril, a campanha segue até o dia 9 de julho em todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade, sempre nos dias úteis, de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h. Puérperas, crianças e gestantes alcançaram os maiores índices de imunização até agora.

Na última quarta-feira (09/06), teve início a terceira e última etapa da campanha, voltada aos pacientes com comorbidades, pessoas com deficiências, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, forças de segurança e salvamento e Forças Armadas. A meta é vacinar ao menos 90% deste público.

A primeira etapa da vacinação foi direcionada às crianças maiores de 6 meses e menores de 6 anos de idade, gestantes, puérperas e trabalhadores da Saúde. O total previsto para esse grupo é de 4.878 pessoas. Desde o começo da campanha, foram aplicadas 2.784 doses, alcançando 53,7% das crianças esperadas, 52,4% das gestantes, 79,3% das puérperas e 34,5% dos trabalhadores da Saúde.

A segunda etapa se iniciou em 11 de maio, com aplicação da vacina em um total projetado de 5.722 idosos com mais de 60 anos, além de professores. Até agora, foram aplicadas 2.901 doses, alcançando 29,3% dos idosos esperados e 24,5% dos professores.

Orientações

De acordo com a equipe de Saúde Municipal responsável pela campanha contra a gripe as doses recebidas pelo município são exclusivas para os grupos prioritários e não é necessário fazer cadastramento para receber a vacina, bastando se dirigir diretamente à UBS mais próxima de casa. Já as pessoas que não pertencem a esses grupos e têm interesse na vacinação da Influenza devem procurar a rede particular.

Os profissionais da Saúde também esclarecem que as pessoas abrangidas nas etapas iniciais da campanha e que ainda não se imunizaram, podem receber a vacina até o dia 09 de julho. Outra orientação é aguardar 14 dias entre a dose da vacina contra a Covid-19 e a da gripe.

Proteção e sintomas

Para se proteger contra a gripe, é recomendável evitar aglomerações e lugares fechados, lavar bem as mãos com água e sabão, usar álcool em gel para higienização, manter os ambientes arejados e evitar o contato com pessoas gripadas e resfriadas.

No caso da gripe H1N1, causada pelo vírus Influenza, os sintomas são mais fortes do que os da gripe comum e incluem febre acima de 39ºC, dor no corpo e de cabeça, tosse, dor no peito e desconforto respiratório. Os pacientes que apresentem este quadro devem procurar atendimento no pronto-socorro ou UBS mais próxima de sua casa.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE