Nova Odessa prepara abrigos temporários para moradores de rua

Com previsão de mais uma frente fria recorde se aproximando do Estado de São Paulo, onde deve chegar entre terça e quarta-feira (27 e 28/07), o prefeito de Nova Odessa Cláudio José Schooder, o Leitinho, determinou que as diversas secretarias municipais envolvidas preparem um esquema especial de abrigamento temporário, noturno e também diurno, dos cerca de dez a 12 moradores de rua atualmente conhecidos na cidade.

Em Americana, esquema de abrigo será na Fidam.

“O grande destaque para os próximos dias ficará a partir da terça-feira (27), quando um sistema meteorológico, seguido por uma massa de ar polar, causará pancadas de chuva e uma intensa sensação de frio em todas as áreas monitoradas do Estado. Há condição para formação de geada em diversos pontos da faixa sul, com temperaturas mínimas menores que 5°C em praticamente todas as áreas monitoradas e valores negativos em áreas serranas”, traz o mais recente boletim da Coordenadoria de Defesa Civil do Estado.

“Por conta dessa previsão, recomenda-se que as pessoas se mantenham bem aquecidas e tenham cuidado com as pessoas mais vulneráveis”, completa o alerta – e o mesmo vale também para todas as famílias da cidade, principalmente aquelas que têm crianças e idosos.

Normalmente, como ocorreu nas frentes frias anteriores deste ano, órgãos como a Defesa Civil e a Promoção Social da Prefeitura, com apoio dos bombeiros civis voluntários (entre outros), faziam o convite para que a população de rua se abrigasse em uma entidade parceira situada no Jardim Flórida – e, em caso de rejeição ao convite, promovia então a entrega de cobertores e agasalhos.

Os detalhes do esquema emergencial foram definidos na segunda-feira (26/07) em uma reunião do chefe de Gabinete do prefeito, Rafael Brocchi, com o secretário municipal de Desenvolvimento, Samuel Marin, o diretor de Promoção Social, Wagner Longhi, o coordenador da Defesa Civil, Vanderlei Wilians Vanag, e o responsável pelo Projeto Mais (entidade que se dispôs a abrigar os necessitados), Roberto Damasceno – entre outros integrantes das equipes técnicas da Prefeitura.

Desta vez, no entanto, o objetivo é evitar que estes cidadãos sejam expostos à provável chuva fria e geada que podem acontecer até o final desta semana, incentivando-os a aceitarem o abrigamento temporário, ao menos durante as noites, em uma segunda entidade local que também se dispôs a recebê-los, e que mantém uma casa abrigo no Jardim Santa Luiza 1.

Neste caso, outros grupos e ONGs da cidade também devem ajudar em aspectos como a alimentação do grupo eventualmente abrigado – no que o prefeito chamou de “uma verdadeira força-tarefa de solidariedade para proteger aqueles que correm mais risco”. O próprio transporte de quem aceitar o convite para passar a noite e receber alimentação, cuidados, roupas e um kit de higiene pessoal no abrigo será feito pelas equipes do Município. Além do jantar e do café da manhã, quem quiser permaneceu no local durante os dias de frio vai receber também um almoço oferecido por um restaurante da cidade.

Já para quem eventualmente recusar o abrigamento temporário (o que é muito comum), a Defesa Civil e a Promoção Social de Nova Odessa vão manter o atendimento diário no próprio local onde eles se encontram, oferecendo diariamente agasalhos limpos e cobertores. A Prefeitura de Nova Odessa ressalta que a decisão é sempre do próprio cidadão, sem qualquer tipo de coação para que ele aceite o abrigamento.

CONTATOS

 

Se algum morador se deparar com uma pessoa em situação de rua correndo risco de hipotermia, pode acionar a Defesa Civil Municipal a qualquer hora pelos telefones (19) 99523-6418 ou 99754-9260. O atendimento é feito 24 horas.

Ocorrências de queimadas, incêndios, acidentes graves, animais silvestres em área urbana ou de grande porte soltos em vias públicas também são atendidas pela equipe da Defesa Civil Municipal e pelos bombeiros civis voluntários da cidade, com suporte do Corpo de Bombeiros do Estado. Caso perceba um caso assim, o cidadão de Nova Odessa deve ligar imediatamente para a Defesa Civil relatando a ocorrência, pelo telefone (19) 99416-2124.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE