FUSAME reconhece falhas e nova empresa assume casos de Covid-19 no HM

Os atendimentos de coronavírus no Hospital Municipal de Americana sofreram uma mudança nesta segunda-feira. A empresa que estava no comando do trabalho específico, a FUSAME, teve contrato rescindido e a responsabilidade foi assumida pela terceirizada HYGEA, que já é responsável pelo PA do Zanaga.

O atendimento de Covid-19 no HM de Americana vinha sofrendo reclamações da própria população, vereadores e sindicato dos servidores. Em nota, a prefeitura até admitiu que a FUSAME reconheceu que “enfrentou problemas com a empresa que até então era a responsável pelo fornecimento de médicos para atendimento aos casos de Covid-19”. Veja a nota da prefeitura na íntegra:

“Nota à imprensa 

A diretoria do Hospital Municipal “Dr. Waldemar Tebaldi esclarece que se reuniu nesta segunda-feira (20) com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Americana para tratar sobre a atual situação do quadro funcional dos profissionais de saúde,  mediante recentes denúncias ao próprio Sindicato.

Na ocasião foram discutidas questões relativas ao ambiente laboral dos servidores do Hospital , bem como sobre o atendimento dispensado aos pacientes.

A Fusame reconhece que a instituição enfrentou alguns problemas com a empresa que até então era a responsável pelo fornecimento de médicos para atendimento aos casos de Covid-19, o que motivou a rescisão do contrato, sendo que a partir desta segunda-feira, a empresa Hygea passa  a prestar  estes serviços.

Uma equipe de 32 médicos já foi mobilizada para garantir os plantões de cinco médicos por turno. Além disso, uma equipe de 4 médicos coordenadores e um enfermeiro com expertise no atendimento aos casos de Covid-19 foi deslocada até o município para a implementação do novo contrato. 
 
A empresa foi convocada a assumir os novos serviços em razão da sua capacidade técnica, experiência em Covid-19 e por ter sido a segunda colocada na licitação realizada para a prestação de serviços médicos nesta unidade.

Outro ponto suscitado pelo sindicato da categoria, diz respeito à necessidade de se aumentar a quantidade de profissionais de enfermagem, tendo a administração informado que está em andamento processo para contratação de cerca de 15 colaboradores, entre técnicos e enfermeiros, para as próximas semanas, visando reforçar assim o contingente desses profissionais da saúde, principalmente em razão da pandemia.”

 

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE