Nota de esclarecimento Sputnik V

A União Química Farmacêutica Nacional e o RDIF, Fundo Russo de Investimentos, informam que:

Em atenção às publicações por alguns veículos de notícias, informando que a vacina Sputnik V teve seu pedido de Autorização de Uso Emergencial negado, esclarecemos que a ANVISA solicitou informações adicionais, que serão fornecidas em breve. Este procedimento é padrão das agências reguladoras e não significa que o registro foi negado.

O Senado Brasileiro está atualmente avaliando uma medida provisória que já foi aprovada pela Câmara dos Deputados. Se aprovada, a nova legislação irá permitir o uso de vacinas já aprovadas por vários outros países, incluindo a Rússia.

A vacina Sputnik V já está registrada na Servia, Belarus, Argentina, Bolívia, Algeria, Palestina, Venezuela e Paraguai. O registro em mais dois países é aguardado para a próxima semana.

A UQFN e a RDIF gostariam de informar que as agências de comunicação responsáveis pela comunicação da Sputnik V no Brasil são INDEX e FSB. Nossos serviços oficiais de comunicação estão trabalhando arduamente, para que haja total transparência com os Brasileiros sobre o andamento dos fatos, que julgamos ser de máxima importância e urgência para todos. Gentilmente, solicitamos à imprensa, validar a procedência das informações recebidas sobre a Sputnik V com uma das agências responsáveis, antes de publicá-las, para evitar veiculação de notícias inverídicas.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE