Nossas crises de abastecimento e a eleição

Há 19 anos o Brasil passava pela primeira grande greve de caminhoneiros que parou o país. A demanda era outra, o país era outro. A escassez se deu também. 
A crise de abastecimento de energia em 2001 atingiu a indústria e atrasou o país em alguns anos. Em 2006 com a crise PCC x Governo SP, tivemos todo mundo preso em casa e a polícia no alvo do Partido. Em 2013, também teve falta de produtos por conta das jornadas de junho. 
?? exceção de 2001, não foram crises sistêmicas, foram crises pontuais. Resolvidas depois que o governo cedeu. Nos anos 1980 existiam crises mais intensas de abastecimento. E eram sistêmicas. O país ainda não estava preparado.  Faltava cerveja nos verões sensacionais e faltou carne em 1986 (plano Cruzado).
Agora é apenas mais uma crise pontual, que têm à sua frente caminhoneiros que são desorganizados politicamente (em 1998 também eram e ninguém surgiu como líder). O Brasil está em ebulição há cinco anos e há um ponto de convergência logo ali no 1o domingo de outubro. A temperatura que subiu agora dificilmente vai voltar aos patamares do primeiro trimestre.
Aos poucos, e com certa dor, vamos aprendendo a ser um país que precisa escolher seu destino.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE