Nobel da Paz vai a ativistas contra violência sexual

O prêmio Nobel da Paz deste ano foi dado ao médico Denis Mukwege, que trata mulheres estupradas na República do Congo, e a Nadia Murad, da etnia yazidi, que foi escrava sexual do Estado Islâmico e hoje luta contra o tráfico sexual. 
O prêmio foi dado, segundo o Comitê do Nobel, ‘por seus esforços para acabar com o uso da violência sexual como arma de guerra e conflitos armados’.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE