NO. Vereador acusa ex-pref de favorecer empresa

Municiado de documentos da prefeitura de Nova Odessa, o vereador José Pereira (PPS) mostrou que a empresa Nova Plast pagou de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), a quantia de R$ 434,89 em 2013, referente a uma área de sua propriedade utilizada para aluguel de galpão na Rua Antenor de Vivo, no Distrito Industrial. Em entrevista coletiva realizada quinta-feira (20), o parlamentar elencou o histórico de leis que beneficiaram a Nova Plast e criticou a situação envolvendo o nome da empresa da família do ex-prefeito Manoel Samartin.
Pereira cita que em 1983 uma lei municipal isentou a empresa do pagamento de IPTU por quatro anos e cancelou dívida do ano anterior. Na época, a Nova Plast migrou para a Avenida Brasil, ampliando suas instalações. Depois, em 1985, nova legislação municipal isentou o pagamento do asfalto feito na empresa, custeado pela Prefeitura de Nova Odessa.
“?? de se indignar com esses números de valorização patrimonial do imóvel, diante de 40 reais por mês de recolhimento de IPTU. Funcionários dessa mesma empresa e que ganham seus mil e poucos reais mensais pagam o mesmo imposto de suas casas”, analisa Pereira. “Não chega a um real e cinquenta centavos por dia o IPTU dessa área toda da empresa. Ou seja, não dá pra pagar uma refeição para aluno de creche. ?? um valor ínfimo”, acrescenta.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE