NO: Ver. questionam plano contra dengue

A preocupação latente com os casos confirmados de dengue em Nova Odessa motivou os vereadores Antonio Alves Teixeira, o professor Antonio (PT), e Cláudio José Schooder, o Leitinho (PDT), a elaborar requerimento solicitando informações da Prefeitura sobre o Plano Municipal de Combate à Dengue. O documento foi aprovado na sessão plenária realizada excepcionalmente na terça-feira (22) devido ao feriado de Tiradentes.
Os parlamentares se dizem preocupados com a quantidade de casos confirmados da doença. Segundo informações oficiais, são aproximadamente 150 confirmações e 265 suspeitas, além de Nova Odessa estar em “estado de alerta” por apresentar 2,9% dos imóveis com larvas do mosquito transmissor da dengue (Aedes aegypti).
Antonio e Leitinho questionam o Município a respeito dos casos registrados em 2012, 2013 e até agora, em 2014, assim como se houve mapeamento por bairros e quais as ações desenvolvidas para o combate efetivo. “A gente gostaria de saber se Nova Odessa já tem uma epidemia declarada e qual o plano de combate a isso”, resume o professor Antonio.
Membro da Comissão de Saúde e Promoção Social da Câmara, o vereador Sebastião Gomes dos Santos, o Tiãozinho (SDD), cita que o número atualizado chegaria a 161 confirmações da doença. “Mas ainda é uma cidade que tem um número baixo, diante das outras da região”, pondera. Tiãozinho disse que funcionários encontram dificuldade em entrar em residências para acabar com os focos. “?? preciso a população se conscientizar”, reforça.
A Prefeitura de Nova Odessa divulgou, na semana passada, que a Secretaria Municipal de Saúde ampliou o espaço destinado ao atendimento de pessoas com suspeita de dengue no Hospital Municipal Dr. Acílio Carreon Garcia. A sala de hidratação, onde os pacientes recebem soro, seria ampliada de oito para 24 lugares, incluindo poltronas e leitos redistribuídos no pronto-atendimento. O secretário de Saúde, Valmir Crepaldi Silva, informou que a cidade está em “estado de alerta”, situação ainda melhor que outros municípios que já decretaram “estado de epidemia”.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga-nos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE